Como preâmbulo da Volta ao País Basco, que começa esta segunda-feira, um bom número de corredores já esteve este sábado em Espanha no Grande Prémio Miguel Indurain. No final dos 198 quilómetros desta 33ª edição da prova, de um percurso delineado ao redor da localidade de Estella, o vencedor foi Brandon McNulty.

PUB
Prototype

Embora tenha sido alcançado e deixado para trás por Maxim Van Gils (Lotto Dstny) na última dificuldade do dia, o norte-americano da UAE Emirates, ao seu estilo possante, mas ágil, conseguiu recuperar na descida final e vencer o belga no sprint.

Ruben Guerreiro (Movistar) foi 23.º classificado, a 1.12 minutos do vencedor, apesar de ter sido vítima de queda que o deixou maltratado no cotovelo direito, com diagnóstico dependente de exame radiológico.

O melhor corredor da equipa portuguesa Sabgal-Anicolor, a única que participou na competição, foi o dinamarquês Mathias Bregnhoj, na 34.ª posição, a 1.31 m, um bom resultado para o ciclista de 28 anos, reforço de 2024 da formação dirigida por Ruben Pereira.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

De resto, também pela Sabgal, Julius Johansen, igualmente dinamarquês e contração deste ano, integrou a fuga do dia, com mais seis corredores, e foi com o português Domingos Duarte os únicos da equipa lusa a concluírem a prova basca.

No difícil final, os fugitivos são capturados e as grandes ofensivas são lançadas. A 14 km da meta, é Brandon McNulty escapa e um grupo de cerca de vinte homens fortes não se entendia na perseguição.

No último muro do dia, a 2 km da chegada, Maxim Van Gils atacou do grupo. O belga da Lotto Dstny alcançou McNulty e fê-lo ceder, mas na descida o norte-americano voltou a apanhar Van Gils, que cometeu um erro numa curva. No sprint a dois, McNulty foi mais forte e venceu.

“Decidi atacar na última subida mais longa”, disse Brandon McNulty na zona mista. “Tinha uma vantagem naquele momento e só tive que sobreviver à subida íngreme. Depois, mantive a calma e fiz a descida. Felizmente venci o sprint. A final foi uma loucura. Posso falar de um dia muito bom. Já é um ano muito bom para mim [4ª vitória]. Estou ansioso para fazer mais”.

PUB
Giant TCR 2024

Próximo oportunidade do norte-americano da UAE Emirates, a Volta ao País Basco (1 a 6 de abril): “É um objetivo muito grande para a nossa equipa. Posso agora trabalhar nessa corrida com tranquilidade e mais confiança”, concluiu McNulty.

Atrás, Oscar Onley (dsm-firmenich) ficou com o 3º lugar. O top 5 é completado pelo vencedor da corrida em 2023, Ion Izagirre (Cofidis), e por Archie Ryan (EF Education-EasyPost), todos a menos de 10 segundos do vencedor.

Classificação


Créditos da imagem: UAE Emirates Twitter – https://twitter.com/TeamEmiratesUAE/status/1774139962268553654/photo/1

Também vais gostar destes!