Após um um primeiro contacto com a nova Specialized Epic 8 aquando do seu lançamento, também com a versão Pro, tivemos agora oportunidade de andar mais umas semaninhas com esta grande novidade da Specialized. Confessamos que ficámos rendidos às capacidades e novidades desta geração da bicicleta de XC da marca. Agora com mais uns bons kms em cima dela, aqui ficam as nossas impressões mais consolidadas.

PUB
Prototype

A Specialized Epic 8 Pro é a versão que está logo abaixo da Epic 8 S-Works no catálogo deste ano deste fabricante, pelo que, naturalmente, o preço supera os 8.000 euros. No caso da S-Works, o valor passa os 10.000 euros. Valores que impõem sempre algum “respeito”… Podes ver no site da marca a gama completa.

Esta nossa experiência com a nova Epic foi muito positiva e até já sentimos saudades dela… A bicicleta impressiona só de estar parada. Neste caso, a cor “azul camaleão” é muito agradável e de certa forma diferente. E o que mais salta à vista são as suspensões Rockshox e as rodas Roval em carbono, dois componentes que são mestres a criar as condições ideais para uma boa volta de BTT.

O que muda?

Acima do resto, nesta geração dizemos adeus à tecnologia Brain que integrava as suspensões da Epic. No caso da S-Works, todo o amortecimento é o conjunto da Rockshox com o sistema eletrónico e inteligente Flight Attendant. Infelizmente, essa tecnologia não está nesta Pro.

O que nela encontramos são umas ainda assim belíssimas Rockshox SID Ultimate que chegam aos 120 mm de curso tanto à frente como atrás. Na intensa utilização a que foi sujeito, e em vários tipos de terreno, este “duo dinâmico” não desiludiu…

PUB
Nova Trek Supercaliber

A Specialized sublinha que tanto a suspensão frontal como o amortecedor traseiro foram desenvolvidos em parceria direta com a Rockshox (mais precisamente pela Ride Dynamics Team), tal como na Epic WC S-Works que vimos no passado. Volvidos muitos testes e dados de laboratório, o resultado é um conjunto bastante otimizado para a competição.

Os três modos que estão na suspensão podem ser selecionados através do manípulo esquerdo (Aberto, Intermédio, Fechado) e contribuem para uma utilização muito agradável em quase todas as situações.

Como a própria marca nos explicou, o modo intermédio é “rei”; e foi neste que passámos a maioria do tempo. Oferece amortecimento para praticamente todas as condições, mas sem exercer demasiada intervenção quando não é necessária. No ponto certo e sem grande necessidade de afinação, apenas o normal em função do peso de cada um, dizemos nós.

PUB
Prototype

Já o modo “aberto” liberta todo o potencial dos 120 mm de curso, e aqui sim há “margem de manobra” para amortecer saltos, drops, raízes, tudo. A Epic 8 Pro passa por todo o lado sem grande dificuldades. E só sentimos limite nas suspensões em trilhos mais de enduro e trail, na montanha.

Por seu turno, o modo sprint, ou fechado, fica para os troços de asfalto que vamos sempre encontrando; e, sim, torna-a uma autêntica bicicleta rígida ao nível da suspensão, já que ao nível do amortecedor sentimos que este ainda efetua algum trabalho para manter o conforto.

Equipamento de topo

Mesmo não sendo a mais exclusiva na gama, a Epic 8 Pro vem muito bem equipada de série. Não apreciamos especialmente o cockpit, com pouca “integração”, mas para compensar há aqui várias maravilhas, das rodas à transmissão eletrónica.

As rodas Roval Control em carbono são excepcionais. Gostámos do baixo peso e da facilidade com que ganham velocidade. Aliás, este par de rodas, equipado com pneu Specialized Fast Trak à frente e Renegade atrás, é uma combinação ideal para um utilização versátil. Ou seja, competir ou curtir!

O espigão telescópico é um must nos circuitos de XC atuais, e não está em falta. Muito útil, como sabemos. Aliás, a Specialized Epic 8 Pro é uma “máquina” de XC muito em linha com o panorama atual da modalidade. O guiador (apesar de não ser o modelo integrado que tanto gostaríamos de ver aqui…) é em carbono e fornece uma posição de condução agradável.

PUB
TrekFest 2024

Relembramos que esta bicicleta traz de origem um potênciometro no eixo pedaleiro (o Quarq Spindle). E, por falar em eixo pedaleiro, contamos ali com um prato frontal de 34 dentes, que está conjugado com uma cassete de 12 velocidades de 10-52 dentes.

Transmissão Sram x0

A transmissão da Epic 8 Pro é também um dos pontos mais positivos deste conjunto. Nova geração Sram AXS, grupo Eagle X0 eletrónico, feito para ser usado sob pressão, a fazer força.

O desempenho que já conhecemos e que convence. Nos momentos em que mais precisamos daquela mudança extra, sobre pressão e em condições nada ideais, podemos estar descansados que ela não falha.

Esta é uma transmissão com foco claramente orientado para a pura performance, mas que também serve para os passeios domingueiros, claro.

Compartimento SWAT 4.0

Uma verdadeira “bagageira”! O SWAT 4.0 é a mais recente evolução do sistema de armazenamento presente nos quadros em carbono Specialized. Como sabemos, este é um sistema que nos ajuda a transportar aqueles itens que muitas vezes nos ocupam espaço nos bolsos, na mochila ou na bolsa de selim.

O SWAT 4.0 é à prova de água e o sistema de “fecho” do compartimento é um dos melhores no mercado. A pequena alavanca tem um ar robusto, ao mesmo tempo que é de muito fácil utilização.

Lá dentro temos espaço suficiente. Vem incluída uma pequena bolsa, na qual podemos guardar câmaras de ar, desmontas, mini-bomba, ou cartuchos de CO2. Foi isto que levámos em cada saída de teste, sem problema.

Para complementar, um outro “pequeno grande detalhe”: a grade de bidon tem acoplada uma ferramenta multiusos. Menos uma coisa para levar no bolso!

Boas sensações…

A Specialized Epic 8 é uma opção que traz o nosso melhor ciclista de montanha ao de cima. Dá vontade de sair para os trilhos sejam quais forem as condições…

A rigidez, a leveza do conjunto e o sentido prático de tudo aquilo que já referimos convencem, não fosse esta uma bicicleta bastante cara. É também uma bicicleta muito “amigável”, e mesmo para quem não tem grande “kit de unhas” a nível técnico. As suspensões e a geometria poupam alguns sustos pelo caminho…

É rápida quando tem de ser, coloca-nos numa posição agradável a subir, “perdoa” bastante a descer. Uma nota importante: pequenos ajustes na geometria e os 120 mm de cursos em geral levam a Epic 8 para mais perto da sua “irmã” Epic 8 EVO, que é o modelo mais downcoutry.

Ou seja, é extremamente capaz a descer, a subir e a imprimir ritmos elevados. Uma BTT polivalente e que pode muito bem agradar a quem quer competir em XCO ou a quem quer fazer maratonas de forma confortável. E, ao domingo, é um “luxo” para andarmos com os amigos nos trilhos do costume.

Ficha técnica da Specialized Epic 8 Pro:

Quadro: Fact 11m Carbon com compartimento SWAT 4.0 // Suspensão frontal: RockShox SID Ultimate, 3 modos Ride Dynamics, 120 mm // Amortecedor: RockShox SIDLuxe Ultimate, 3 modos Ride Dynamics, 120 mm// Avanço: Specialized Pro SL, alumínio // Espigão: Bike Yoke Divine SL, 30,9 mm // Guiador: S-Works Carbon XC Mini Rise, 760 mm // Pneus: Specialized Fast Trak 2.35” e Renegade 2.35” (frente e trás) // Rodas: Roval Control em carbono // Transmissão: Sram X0 Eagle (cassete: XS 1295, 12x, 10-52t; desviador: Sram X0 Eagle; pedaleiro: X0 Eagle com potenciómetro Quarq Spindle, 34t; manípulo: Sram AXS Pod Controller) // Travões: Sram Level Silver 4 pistões (discos de 160 e 180 mm, trás e frente) // Selim: Body Geometry Power Expert // Peso: 10,87 kg (sem pedais, peso anunciado pela marca) // Preço: 8.350 euros

Mais info:

Neste teste:

  • Texto e teste: Rafael Prazeres
  • Fotos e vídeo: Rafael Prazeres e Bernardo Gouveia
  • Rider nas imagens: Rafael Prazeres

Caso detetes algum erro ou tenhas informação adicional que enriqueça este conteúdo, por favor entra em contacto connosco através do email geral[arroba]goride.pt.

Também vais gostar destes!