A Specialized Epic 8 de 2024 é a grande novidade do momento no catálogo de BTT do fabricante norte-americano. Mostramos num outro artigo, e ao pormenor, tudo o que caracteriza tanto este modelo como a Epic 8 EVO (o modelo mais virado para o downcountry) e aqui estão as nossas impressões após um primeiro contacto com a bicicleta.

PUB
Nova Trek Supercaliber

Aceitámos o convite da Specialized Portugal (que muito agradecemos!) e fomos experimentar a nova Specialized Epic 8 em primeira mão e em exclusivo, neste caso a versão Pro, que é a mais evoluída e bem equipada (e cara…) se não contarmos com a S-Works, que é a topo de gama.

E essas primeiras impressões com a Epic 8 foram muito boas, como seria de esperar. Continua a ler este artigo e vê o vídeo acima, por favor, pois contamos-te resumidamente como se porta esta “bomba” nos trilhos!

E há desde já um elemento que queremos destacar pela positiva e um outro num âmbito menos positivo, por assim dizer. É por aí que começamos: temos muita pena que nesta versão Pro, apesar de o preço ser de 8.350 euros, não esteja presente o fantástico cockpit integrado Roval Control SL.

PUB
Nova Trek Supercaliber

Falamos do que está na versão S-Works desta Epic 8, e também na S-Works da fantástica Epic World Cup em que andámos há algum tempo, sendo que nesta versão encontramos um guiador também em carbono. A vantagem está no facto de, com este acessório, a manutenção ser mais simples.

O ponto positivo, para compensar, está nas rodas. Não são as que estão na versão topo de gama, mas são as belas Roval Control em carbono que já conhecemos de outras “andanças” e que garantem um bom equilíbrio entre leveza e robustez.

Por falar em leveza, refira-se já que a Epic 8 Pro anda entre os 10 e os 11 kg (sem contar com os pedais e outros itens). Por este e outros motivos, a bicicleta sobe muito bem, auxiliada por o principal “trunfo” desta 8ª geração: as suspensões.

A marca aumentou para 120 mm o curso tanto da suspensão frontal como do amortecedor, dando resposta às mais recentes tendências do XC tanto no uso de fim de semana como nas pistas de XCO, referem. Concordamos que isto “casa” bastante bem com a forma como a geometria foi revista, tornando a Epic um pouco mais “descontraída”, passamos a expressão.

PUB
Nova Mondraker Dune

Todo o sistema de amortecimento foi desenvolvido em parceria com a RockShox ao abrigo do programa Ride Dynamics do fabricante e surgem três modos de utilização que definem o grau de bloqueio do amortecimento em tempo real. A tecnologia Brain das gerações anteriores desapareceu…

Ora, temos o modo Sprint, que bloqueia o amortecimento, para andar na estrada, por exemplo; depois há o modo intermédio, que é aconselhado para 80% das situações e pode ser de certa forma personalizado; e ainda o esperado modo totalmente aberto, para as descidas mais técnicas.

Confirmamos com este hands-on que o modo intermédio, o “Intermédio Mágico”, pelas palavras da Specialized, é efetivamente aquele em que nos encontramos mais vezes, tanto a subir como a descer… E uma nota para o facto de a seleção do modo ser feita num comando integrado no punho esquerdo, algo que já não se vê muitas vezes.

Como seria de esperar, a nova Epic 8 surpreendeu-nos. Já sabíamos que só podia ser uma bicicleta de alto nível, mas o grau de confiança e segurança transmitido aos comandos é elevado.

PUB
Giant TCR 2024
The New Epic 8 - The Magic Middle

Mesmo para quem não tem o “kit de unhas” mais afinado, a nova Epic consegue perdoar alguns erros. O modo Sprint da suspensão torna-a uma rígida autêntica e o modo intermédio faz maravilhas em tudo o que seja fora de estrada, especialmente em trilhos mais ‘abusados’.

Adicionalmente, é bom poder contar com espaço de armazenamento no quadro SWAT 4.0, com espigão telescópico e com a transmissão eletrónica XO da Sram, de nova geração, que confirma as provas dadas até agora, com boa fluidez. Parece que quanto mais mais força e resistência houver, melhor trabalha.

Em jeito de conclusão, e enquanto não deitamos as mãos a esta Epic 8 durante mais tempo para um teste completo, eis que as primeiras impressões foram muito boas: a bicicleta transmite confiança, segurança e fiabilidade, o que tem obrigatoriamente de ser verdade dado o preço pedido por ela. 

Quase parece que a nova Epic já nos conhecia bem, e nós a ela. Sobe bem, desce bem, e adapta-se com facilidade às zonas técnicas…

Ficha técnica da Specialized Epic 8 Pro:

Quadro: Fact 11m Carbon com compartimento SWAT 4.0 // Suspensão frontal: RockShox SID Ultimate, 3 modos Ride Dynamics, 120 mm // Amortecedor: RockShox SIDLuxe Ultimate, 3 modos Ride Dynamics, 120 mm// Avanço: Specialized Pro SL, alumínio // Espigão: Bike Yoke Divine SL, 30,9 mm // Guiador: S-Works Carbon XC Mini Rise, 760 mm // Pneus: Specialized Fast Trak 2.35” e Renegade 2.35” (frente e trás) // Rodas: Roval Control em carbono // Transmissão: Sram X0 Eagle (cassete: XS 1295, 12x, 10-52t; desviador: Sram X0 Eagle; pedaleiro: X0 Eagle com potenciómetro Quarq Spindle, 34t; manípulo: Sram AXS Pod Controller) // Travões: Sram Level Silver 4 pistões (discos de 160 e 180 mm, trás e frente) // Selim: Body Geometry Power Expert // Peso: 10,87 kg (sem pedais, peso anunciado pela marca) // Preço: 8.350 euros

Mais info:

Também vais gostar destes!