O grande favorito à vitória na La Samyn, na terça-feira, Arnaud De Lie foi ao chão a 29 quilómetros do final. Quando tinha entrado na fila de carros após trocar de bicicleta, o belga da Lotto Dstny derrapou numa curva e caiu.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

O velocista não conteve a irritação e manifestou-a ao carro da organização. O Touro de Lescheret ainda retomou a corrida, mas visivelmente abalado, física e psicologicamente, abandonou alguns quilómetros adiante.

 

No final, teve a solidariedade do seu diretor desportivo, Dirk Demol. “É óbvio que a culpa é desses carros!”, disse em entrevista ao WielerFlits, depois de ter tido um “dia terrível” para a sua equipa.

PUB
Beeq

 

“Arnaud [de Lie] teve de trocar de bicicleta na última volta ao circuito, numa altura em que ainda era fácil. Não houve pânico”, recorda o ex-corredor Dirk Demol. “Ele estava bem entre os carros e estava a regressar ao pelotão. Mas de repente um carro da organização parou numa curva. Todos os carros que o seguiam tiveram de parar também. Arnaud teve travar em cima dos carros e escorregou”, explicou o responsável.

 

PUB
Giant TCR 2024

Demol descreve a cena como uma “manobra infeliz”. Mas, definitivamente, se havia alguém para culpar, e não era o seu corredor. “A culpa é desses carros. Não se pára numa curva, é muito simples”.

E esclareceu… “Não, Arnaud não ficou furioso comigo. Ele teve uma queda muito feia”.

Arnaud de Lie ainda falou aos microfones da VTM sobre o incidente: “Não entendo porque é que esse carro travou nesta curva, mas, enfim, não parti nenhum osso”.


Créditos da imagem: Lotto Dstny Twitter – https://twitter.com/lotto_dstny/status/1761441628927992314/photo/1

Também vais gostar destes!