Maria Martins foi a última classificada (71.ª) na prova de fundo do Campeonato da Europa de Estrada em Drenthe, num percurso de 131,3 quilómetros entre Meppel e o Col du VAM, nos Países Baixos.

PUB
Cube Stereo ONE

A corredora portuguesa descolou definitivamente do grupo principal antes da quarta passagem pela meta, o final do circuito que culmina no topo do Col du VAM. “Sabia que tinha de sofrer muito numa subida como esta. Mas entreguei tudo o que tinha. A primeira subida fez-se em ritmo forte, mas as duas seguintes foram mais moderadas. Mas na quarta passagem surgiram os ataques”, explicou Tata Martins.

A ciclista de 24 anos completou as restantes duas voltas atrasada. “O que a Maria aqui fez foi de grande heroicidade, porque não sendo um circuito à sua medida, entregou-se totalmente”, afirmou o selecionador nacional, José Luis Algarra.

Maria Martins foi, assim, a última a cortar a meta, a 9.40 minutos da nova campeã europeia, a neerlandesa Mischa Bredewold, que venceu com quatro segundos de vantagem sobre a compatriota Lorena Wiebes, que bateu a campeã mundial, a belga Lotte Kopecky.

Lê também:

‘Teenager’ americano AJ August é ‘Evenepoel ainda com mais potência.’

Foto Federação Portuguesa de Ciclismo

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Também vais gostar destes!