A história da Orbea Rise teve início em 2020! Esta bicicleta elétrica de construção leve tem tanto potencial que até a equipa da “casa” OOlab a utilizou em provas de enduro… Esta que é uma e-bike para trail com 140 mm de curso…

PUB
Giant TCR 2024

O conceito “leve”, à data inovador, está muito enraizado no panorama das bicicletas elétricas: quase todas as marcas as têm presentes nos seus catálogos. E assim, após algumas temporadas de desenvolvimento (com a OOlab), ganha vida a nova Orbea Rise 2025, com novidades “suculentas” e que a tornam, por direito próprio, uma das bicicletas elétricas mais versáteis, pelo que garante a marca pelo que já tivemos oportunidade de experimentar.

imagem-orbea-rise

Orbea Rise SL 2025

Mas o que é uma bicicleta versátil? Fácil: é uma que sirva para tudo o que quisermos. Pois a nova Orbea Rise está a percorrer esse mesmo caminho: um quadro que foi dividido em duas versões para oferecer comportamentos diferentes e assim chegar a mais utilizadores.

imagem-orbea-rise

Orbea Rise LT 2025

Da mesma forma que a Orbea já fez com a Occam, é oferecida uma versão SL (Super Light), mais orientada para o trail, com suspensões que vão até aos 140 mm de curso em ambos os eixos e uma procura incansável pela leveza, dando prioridade à seleção de componentes leves. A geometria não se afasta muito da Rise anterior, embora seja um pouco mais “estendida”.

imagem-orbea-rise

PUB
Specialized Levo

Por outro lado, a nova Rise 2025 também é oferecida na versão LT (Long Travel), que vê os cursos de suspensão aumentarem para 160 mm na roda dianteira e 150 mm na traseira. Por enquanto, ambas as versões são produzidas com quadros em fibra de carbono, mas em breve chegatambém uma versão com quadro em alumínio…

Novo quadro em fibra de carbono

A Orbea frisa bastante o aumento de rigidez desta nova bicicleta. Visualmente podemos ver isso no novo reforço que está entre o tubo diagonal e o do selim, e que é quase uma marca registada das Rallon e Occam.

Mas esse aumento de rigidez também levou a um novo design do triângulo traseiro (diferentes seções de tubo e novo design assimétrico dos tubos), resultando em 8% mais rigidez no triângulo principal e 14% no traseiro, explica a marca. O quadro agora pesa 2,2 kg.

PUB
Nova Trek Supercaliber

Quanto ao design (esteticamente falando), vemos que as arestas estão mais marcadas, abandonando um pouco as linhas mais arredondadas da anterior. Os cabos são totalmente internos desde a direção e o tubo do selim, e foram concebidos sob o design Steep ‘n’ Deep, algo que permite a instalação de espigões telescópicos de longo curso: de 200 mm de curso nos tamanhos mais pequenos e, nos tamanhos L e XL, de até 230 mm.

imagem-orbea-rise

Um detalhe exclusivo da LT é o que a Orbea denomina de Attitude Adjust. Não, não é um flip-chip, é melhor: graças a um pequeno parafuso (que manipulamos com uma chave Allen escondida no eixo da roda traseira) podemos modificar a geometria da bicicleta em poucos segundos, o que é muito prático, já que não nos custará muito tempo nem esforço para o fazer a meio de um passeio, por exemplo. Este sistema, aliás, já foi patenteado pela marca.

Pormenor do sistema Attitude Adjust.

Motor Shimano EP8 RS Gen 2 MC

Há dois perfis que podemos selecionar neste novo motor: um deles tem uma conceção igual ao anterior RS, com três modos predefinidos e, desta vez, com um máximo de 54 Nm (e não 60 Nm como antes). Mas o segundo perfil acrescenta ao anterior um quarto modo, que é o RS+, com torque que chega aos 85 Nm.

A forma de libertar a potência mantém-se a mesma (ou seja, ainda está condicionada à pedalada exercida pelo ciclista), mas a Orbea assegura em comunicado que a nova Rise oferece 15% mais potência em cadências baixas, algo que ajuda nas subidas mais inclinadas!

PUB
Nova Trek Supercaliber

E através da app para smartphone E-Tube da Shimano podemos configurar os modos de potência e até mesmo inserir entre eles todos os que quisermos (até 14!), o que torna o comportamento do motor totalmente personalizado.

A bateria mudou para uma de 420 Wh (antes era de 360 Wh), com um peso de 1.960 gramas, algo que nos permite enfrentar no nosso trajeto um acumulado de desnível positivo de até 2.300 metros, garantem. Opcionalmente podemos aumentar a autonomia com recurso a uma bateria mais capaz (de 630 Wh e 2.880 gramas de peso) ou então com um Range Extender de 210 Wh e 1.037 gramas, tudo isto vendido em separado.

Bateria de 420 Wh

De qualquer forma, aprofundamos este tema ao detalhe no artigo de teste à nova Orbea Rise 2025. Sim, porque já tivemos oportunidade de andar com esta e-bike light (mesmo que tenha sido uma experiência breve…). Impressionou bastante!

2 versões e 4 modelos (para já…)

Cada versão, ou seja, a SL e a LT, tem dois modelos iniciais, aguardando a chegada (quase certa) de outros acabamentos em carbono e de versões com quadro de alumínio, mais tarde. Os preços são muito semelhantes aos da Rise anterior, um esforço por parte da Orbea que é apreciado, já que, com as novidades incorporadas, poderiam ter sido ajustados para cima.

Orbea Rise 2025 SL

Orbea Rise SL M-LTD – 10.509 euros

Quadro: fibra de carbono OMR // Motor: Shimano EP8 RS Gen 2 MC // Bateria: 420 Wh (Opcional 630 Wh) // Transmissão: Sram XX SL AXS // Suspensão: Fox Float 34 Factory GripX 140 mm // Amortecedor traseiro: Fox Float Factory 140 mm // Travões: Shimano XTR // Rodas: Oquo MC32 LTD

Orbea Rise SL M10 – 7.009 euros

Quadro: fibra de carbono OMR // Motor: Shimano EP8 RS Gen 2 MC // Bateria: 420 Wh (Opcional 630 Wh) // Transmissão: Shimano XT // Suspensão: Fox Float 34 Factory GripX 140 mm // Amortecedor traseiro: Fox Float Factory 140 mm // Travões: Shimano XT // Rodas: Oquo MC32 Team

Orbea Rise 2025 LT

Orbea Rise LT M-Team – 9.639 euros

Quadro: fibra de carbono OMR // Motor: Shimano EP8 RS Gen 2 MC // Bateria: 420 Wh (Opcional 630 Wh) // Transmissão: Shimano XT Di2 // Suspensão: Fox Float 36 Factory GripX 160 mm // Amortecedor traseiro: Fox DHX Factory 150 mm // Travões: Shimano XTR // Rodas: Oquo MC32 LTD

Orbea Rise LT M10 – 7.449 euros

Quadro: fibra de carbono OMR // Motor: Shimano EP8 RS Gen 2 MC // Bateria: 420 Wh (Opcional 630 Wh) // Transmissão: Shimano XT Di2 // Suspensão: Fox Float 36 Factory GripX 160 mm // Amortecedor traseiro: Fox X Factory 150 mm // Travões: Shimano XT // Rodas: Oquo MC32 Team

Mais info:

Também vais gostar destes!