Esta é a primeira boa impressão desta GT E-Grade Amp, com quadro em alumínio, uma elétrica de gravel criada “em cima” da conhecida Grade da marca norte-americana: quando (facilmente) alcançamos a velocidade de 25 km/hora, eis que a transição entre a assistência à pedalada e o “andamento” normal mal se nota. E isto é sempre bom…

PUB
Specialized Levo

E tal acontece até no modo de funcionamento mais poderoso do motor desta elétrica para gravel, que podemos ativar de uma forma bastante “interessante”, visto que não existe de origem um ecrã/unidade de controlo na bicicleta. Este ecrã custa 150 euros em separado, é o Mahle Pulsar One, e mostra toda a informação da volta, desde a autonomia à velocidade, por exemplo.

Esse modo de alternar entre os modos de assistência é tocar duas vezes no botão integrado no top tube, junto à direção. É o comando iWoc One, que também permite ligar e desligar o motor, sendo que este está integrado no eixo da roda traseira. Um sistema que continua a parecer adequado a e-bikes na vertente do gravel.

Ora, o referido motor é o Ebikemotion X35 da Mahle que neste caso nos deu toda a assistência necessária para uns trilhos bem íngremes na serra da Lousã. Andámos sempre no modo mais potente do sistema, e a bateria, cuja autonomia a marca garante andar entre os 50 e os 100 km, aguentou toda a volta.

Efetivamente, tivemos bateria para 50 km com um desnível positivo até bastante interessante. São 250 wh de capacidade, sendo que a carga total da bateria demora cerca de duas horas a restabelecer.

PUB
Giant TCR 2024

Para os mais cautelosos, ou para quem quer andar mais, existe à venda em separado (perto de 500 euros…) um range extender de 170 wh que pode ser montado na grade de bidon.

De seguida, as nossas atenções centraram-se no quadro, e isto apesar de ser em alumínio 6061 e não em carbono. Mas a estrutura, nesta versão numa clara tentativa de não fazer subir demasiado o preço, continua a destacar o Triple Triangle que é tradição da marca; e nesta e-gravel há uma justificação técnica: diz a GT que este elemento pode proporcionar até 50% de flexão vertical na zona das escoras da bicicleta.

O que é certo é que notámos o quadro até algo confortável, talvez pelo facto também de a forqueta ser em carbono. Por outro lado, sentimos falta do espigão telescópico, algo que começa a ser cada vez mais útil nos trilhos de gravel um pouco mais técnicos. Mas este será um upgrade fácil de adicionar a esta GT E-Grade Amp, eventualmente.

PUB
TrekFest 2024

A pensar no bikepacking, e ainda falando do quadro, há furações para instalar uma quantidade simpática de bolsas, alforges e grades de bidon, por exemplo, o que inclui até a zona inferior do tubo diagonal. A forqueta em fibra de carbono também inclui este tipo de “roscas” para montar um sistema de bolsas/alforges.

A andar, e sempre bastante rápido, a bicicleta não deixa de ser reativa q.b., com o apoio do grupo Shimano GRX800, sendo que alguns dos elementos da transmissão 11x são da gama 600. Funcionamento sem falhas, até porque as bicicletas eram praticamente novas, nem sinal de desafinação nas mudanças.

Uma última nota para o facto de ser possível montar pneus de até 42 mm, o que é sempre bom. Contudo, no caso de queremos instalar guarda-lamas, este clearance desce para pneus de até 38 mm.

Em suma, uma bicicleta de e-gravel muito divertida e que está pronta para qualquer volta, pelo que pudemos ver pela curta sessão em que a tivemos sob os nosso comandos. Aguardamos por ela para uns testes mais exaustivos e para fazermos os nossos habituais vídeos…

Ficha técnica da GT E-Grade Amp:

  • Quadro: Alloy 700c
  • Forqueta: GT Grade E-Carbon
  • Motor: Mahle Ebikemotion X35
  • Bateria: Mahle Ebikemotion 250 Wh
  • Corrente: KMC x11
  • Cranques: Shimano GRX, pedaleiro 40t
  • Desviador traseiro: Shimano GRX 11x
  • Cassete Shimano SLX, 11-42, 11x
  • Rodas: Shining, Double Wall 32h
  • Pneus: WTB Resolute TCS, 700 x 42, Tubeless Ready
  • Travões: Shimano GRX 400 Hydro Disc, 160/160 mm
  • Guiador: GT Butted 6061 Alloy, 16° Flare Drop
  • Avanço: GT All Terra 3D Forged Alloy, 31.8
  • Punhos: GT Grip Bar Tape w/Gel, 3,5 mm
  • Selim: Fabric Scoop Shallow/ Sport
  • Espigão: Promax Suspension, 27,2 mm

A bicicleta:

Pormenores:

Em ação:

Mais info:

Distribuição em Portugal:

Neste teste:

PUB
Giant TCR 2024
  • Texto: Rodrigo Vicente e Jorge D. Lopes
  • Fotos: Rodrigo Vicente e Bicimax
  • Vídeo: GT
  • Rider nas fotos: Rodrigo Vicente

Lê também:

Caso detetes algum erro ou tenhas informação adicional que enriqueça este conteúdo, por favor entra em contacto connosco através deste formulário.

Também vais gostar destes!