Sep Vanmarcke anunciou, com surpresa, o fim da carreira profissional, com efeitos imediatos. Aos 34 anos, o corredor belga sofre de problemas cardíacos, diagnosticados no final de junho na sequência de testes clínicos realizados após o Campeonato da Bélgica.

PUB
Cube Stereo ONE

Exames que revelaram a presença de tecido cicatricial no coração. “Se continuar a correr, o tecido pode crescer e levar a uma insuficiência cardíaca no futuro. É uma decisão terrivelmente dolorosa e abrupta, mas não há outra opção…”, explicou Sep Vanmarcke através de mensagem publicada no Instagram.

A carreira do ciclista da Israel-Premier Tech chega assim a um fim abrupto, após 14 anos ao mais alto nível e nove vitórias. Especialista em clássicas da Flandres, Vanmarcke classificou-se por duas vezes na segunda posição na Ghent-Wevelgem, duas vezes na terceira na Volta à Flandres e uma vez em segundo na Paris-Roubaix… Os seus maiores sucessos são na Het Nieuwsblad em 2012 e na Brittany Classic-Ouest France 2019.

“O ciclismo entrou na minha vida aos seis anos de idade. Os meus irmãos mais velhos e minha irmã começaram a competir e eu tornei-me o seu maior fã. Quando finalmente coloquei o meu próprio dorsal, pela primeira vez em 2003, nunca mais deixei de sonhar com uma carreira profissional”, declara Vanmarcke.

“Acabei por viver esse sonho durante 14 anos, com altos e baixos. Não era um supertalento, mas graças à minha dedicação e muito trabalho consegui competir com os melhores corredores e nas maiores corridas do Mundo durante vários anos. Tive o privilégio de conhecer muitas pessoas e aprender sobre novas culturas ao redor do mundo”, continuou na mesma mensagem de despedida.

“Gostaria de competir ao mais alto nível por mais alguns anos e alcançar bons resultados nas grandes corridas ao serviço da Israel-Premier Tech. Portanto, é muito doloroso ter de anunciar o fim da minha carreira”, lamenta.

PUB
Giant TCR 2024

“Ao mesmo tempo, estou feliz por os meus problemas cardíacos terem sido descobertos a tempo. A partir de hoje, vou dedicar mais tempo a estar com minha família, aceitar a situação e pensar no que quero fazer no futuro. Toda a minha vida foi dedicada ao ciclismo. Ciclismo sempre será minha paixão. Gostaria de expressar a minha gratidão à minha esposa, aos meus filhos, à minha família, aos meus amigos, agentes, treinador, fãs, equipa e a todos com quem trabalhei, pelo seu apoio, confiança e orientação”, concluiu Sepp Vanmarcke.

Lê também:

Diário do Tour 2023: o impressionante ataque de Pogacar e a mudança de figurino

Imagens: Israel-Premier Tech Twitter

Também vais gostar destes!