Na última etapa da 30ª edição da Volta a Portugal do Futuro, João Silva (Kelly/Simoldes/UDO) consegue assegurar a camisola amarela e sagrou-se o vencedor desta prova de quatro etapas.
Com um traçado de 136,9 kms em formato de circuito, entre Murtosa e Águeda, os ataques coincidiram com as três metas volantes e com as três contagens de montanha. Mas o derradeiro ataque partiu de Tiano Silva (Santa Maria da Feira/Segmento d’Epoca/Reol), a 2 kms do fim e com força suficiente para nunca mais ser alcançado, vencendo a etapa. Diogo Saleiro (Fonte Nova – Felgueiras), faz segundo e Tiago Ferreira (Portos Windmob) fecha o pódio.
Tiano cruzou a meta com com 3h09m33s e João Silva chega 53 segundos depois, o suficiente para o português manter a classificação geral na sua posse.
No total e com 13h36m35s, João Silva termina a Volta a Portugal do Futuro como líder e vence a prova. Vicente Rojas (Supermercados Froiz) é segundo, a 9 segundos, e Daniel Jimenez (Supermercados Froiz) terceiro, a 10 segundos.
A luta pela camisola verde dos pontos foi renhida, com uma diferença de um único ponto entre primeiro e segundo, com Owen Lightfoot (Maglia Tecnosylva Bembibre) a conseguir sair por cima neste duelo com Sergi Darder (High Level-GSport).
A montanha ficou para Diogo Saleiro, que perfez 21 pontos ao longo das quatro etapas, superando Vicente Rojas. O melhor jovem foi Duarte Domingues (Glassdrive/Q8/Anicolor) e a melhor prestação coletiva ficou para a equipa Supermercados Froiz.

Mais info:

Lê também:

3ª etapa Volta a Portugal do Futuro: Vicente Rojas ganha, João Silva veste de amarelo

PUB
Giant TCR 2024

Imagens: Federação Portuguesa de Ciclismo // Volta a Portugal // Maglia Tecnosylva Bembibre // Kelly/Simoldes/UDO

Também vais gostar destes!