Remco Evenepoel vai estar mais três semanas sem treinar na bicicleta, até recuperar totalmente da fratura da pélvis, causada pela grave queda no Giro da Lombardia, no dia 15 de agosto de 2020.

PUB
Orbea Genius Dealers

Há cinco dias, o jovem corredor da Deceunick-QuickStep anunciou que estava a fazer um impasse na sua reabilitação, sem bicicleta e apenas com trabalho de ginásio, manifestando, na altura, a intenção de regressar aos treinos esta semana.

No entanto, um exame realizado na Bélgica, na última segunda-feira (dia 18), terá convencido a equipa médica da formação belga a prolongar a paragem, confirmada pelo diretor da Deceunick-QuickStep, Patrick Lefevere, na noite de segunda-feira, dia 18.

“Não vamos cometer o mesmo erro novamente”, disse aquele responsável durante um podcast do jornal Sporza De Tribune. “Aparentemente o crescimento do osso [da pélvis] não foi tão rápido como todos anteviam. Ele [Evenpoel] estava com dores, mas não o dizia… Ele pensava que isso era normal no processo de reabilitação. No hospital de Herentals vimos que [o osso da pélvis] ainda não está a 100%”, contou Lefevere.

“Esperávamos que ele pedalasse novamente a partir de amanhã [terça-feira], mas não estamos a correr mais riscos. Portanto, provavelmente vai ficar fora da bicicleta por mais três semanas. Isso quer dizer que estará inativo, pelo menos, até 8 de fevereiro, exatamente três meses antes do início do Giro”, o primeiro grande objetivo da temporada de Evenpoel.

PUB
Giant TCR 2024

Também vais gostar destes!