Jonas Vingegaard impressionou no final da 2.ª etapa de O Gran Camiño, triunfando no Alto Santa Trega, uma dura subida de 3,7% a 7,6% e com final dantesco em calçada medieval, e deixa um recado a Tadej Pogacar, que há alguns dias deslumbrou também em Espanha, na Volta a Andaluzia.

PUB
Prototype

Ao dinamarquês da Jumbo-Visma, vencedor da última Volta a França, bastou um único ataque fulminante a 2,5 quilómetros da meta, para deixar “pregados” todos os seus adversários, em que o melhor foi Ruben Guerreiro (Movistar), o segundo na etapa, a apenas 21 segundos.

O português bateu os espanhóis Ion Izagirre (Cofidis), Antonio Pedrero (companheiro de equipa naMovistar) e Jesus Herrada (Cofidis), e é segundo da classificação geral, 28 segundos atrás de Jonas Vingegaard.

Após a fuga ser anulada, na aproximação à subida final, coincidente com a meta, foi a equipa Cofidis que dita o ritmo do pelotão, mas não demorou a que a Jumbo-Visma, por Johannes Staune-Mittet, tomasse as rédeas da corrida em prol do seu líder Jonas Vingegaard.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Após o primeiro quilómetro a fundo na roda do seu companheiro de equipa, para deixar todos no red line, Vingegaard passou ao ataque e absolutamente ninguém reagiu! O nórdico ganhou, de imediato, uma vantagem sólida rumo à vitória na etapa.

Victor Langellotti (Burgos-BH) ainda tentou encutar a distância, distanciando-se do grupo perseguidor, mas quebrou à entrada do último quilómetro, quando o ‘cowboy’ Ruben Guerreiro impôs a sua lei. Também grande demonstração de classe do português, já vencedor esta temporada do Saudi Tour.

Classificações

www.procyclingstats.com

PUB
KTM E-Bikes BTT

Também vais querer ler…

Neve e frio neutralizam primeira etapa do Gran Camiño

Fotografias: Twitter Team Jumbo-Visma

Também vais gostar destes!