Não é segredo que o gravel, apesar do seu pouco tempo de existência, está já a mudar um pouco o seu rumo: se ao início predominavam as bicicletas com elevada capacidade para realizarmos voltas mais longas e tranquilas, viagens de bikepacking incluídas, agora a maioria das novidades neste segmento concentram-se em garantir desempenho. É o caso da novíssima Canyon Grail para 2024.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Esta bicicleta de gravel é agora oficialmente apresentada ao mundo, mas tivemos a sorte de a ver no evento Sea Otter Europe, em Setembro, numa apresentação exclusiva para qual a Canyon nos convidou.

Nesse dia, Natalia González, responsável de marketing da marca para a Península Ibérica, dizia-nos que no ciclismo tudo é muito passional e que a velocidade acaba por estar no ADN da Canyon. E o gravel não será exceção. Assim, a nova Canyon Grail já anda em competição, sendo exemplo disso Alejandro Valverde e a 4ª posição no mundial de gravel recentemente.

A lógica neste novo modelo é trazer performance ao ciclista de gravel e ao mesmo tempo dar-lhe tudo o que ele precisa para o bikepacking, também, com algum conforto. A bicicleta distingue-se, ainda assim, da Grizl, que no catálogo da marca se dedica mais a essa vertente mais descontraída do gravel.

PUB
Riese & Müller Multitinker

A primeira Grail surgiu em 2018 e agora abandona por completa a sua principal imagem de marca, que era o guiador de dupla altura, se bem nos lembramos. Por um lado, este componente não está aprovado pela UCI para competir; por outro, não era do agrado de muitos e bons utilizadores. E eis que a Grail de 2024 tem um design mais convencional, mas… recheado de “pormenores” distintos.

O quadro é completamente novo e está disponível em duas fibras de carbono diferentes. A versão mais exclusiva está nas CFR, com uma boa relação peso/rigidez e preços mais baixos, enquanto a CF está dividida nos quadros CF SL e CF SLX, faz baixar ainda mais os pesos. A Canyon refere que a CFR é 10% mais rígida e 118 gramas mais leve que o quadro CF SLX.

PUB
Nova Trek Supercaliber

A geometria adivinha-se mais reativa, com uma posição de condução mais agressiva. O guiador é agora o novo cockpit CP0039 com o design Gear Groove, que é um encaixe em que podemos montar vários acessórios diferentes retirando a tampa, simplesmente. Podes colocar lá extensores ao estilo triatlo, luzes, GPS, etc… As imagens abaixo mostram bem isso.

Referimos que a componente de bikepacking não se perde nesta índole mais reativa da nova Grail, pelo que é possível instalar no quadro três grades de bidon. A forqueta também tem dois grupos de furação e é possível instalar guarda-lamas e alforges, por exemplo.

Mas a maior novidade está no tubo diagonal, onde existe o novo compartimento com tampa Load Down Tube Storage. Este espaço permite guardar todas as ferramentas mais necessárias. Os quadros CF SL não têm este compartimento.

Ainda sobre este compartimento, a tranca da tampa é bastante eficaz no funcionamento, como tivemos oportunidade de experimentar, e está incluída uma bolsa e sistema que permite acoplar uma mini bomba, cartuchos de CO2, ferramentas, etc.

Por outro lado, outro acessório bastante útil, certamente, é a Load FidLock QuickLoader, uma bolsa de quadro muito aero que se “liga” ao tubo diagonal e superior através de um sistema de imans. A Canyon anuncia que esta bolsa permite que a bicicleta seja até 1,5 watts mais rápida quando comparada com o uso de bolsas de modelos anteriores.

A bolsa Load FidLock QuickLoader montada na nova Canyon Grail.

PUB
Giant TCR 2024

Ora, são três os quadros, sendo que o mais acessível CF SL dispensa o compartimento no tubo diagonal e o encaixe Gear Groove no cockpit. Os preços começam nos 2.499 euros para as versões baseadas neste quadro. Estes quadros incluem a bolsa Load FidLock QuickLoader.

Canyon Grail CF SL 7

Depois vem a versão CF SLX, com a mesma fibra de carbono da CF SL, mas com o compartimento em causa no tubo diagonal. Com encaixe Gear Groove e equipamento superior às versões mais baratas, como podemos ver nas listas de especificações completas no site da marca, link abaixo. Os preços começam nos 4.499 euros, e todas estas versões têm transmissão eletrónica.

Canyon Grail CF SLX 8 eTap AXS

Por sua vez, a CFR apresenta material topo de gama com transmissões eletrónicas (da Shimano e/ou da Sram) e preços desde 6.249 euros.

Canyon Grail CFR Di2

E neste momento do lançamento está disponível também uma edição bastante especial: a Canyon Grail CFR LTD GRVL DZZL, uma série de apenas 70 unidades que assinala a vitória de Carolin Schiff  na popular corrida de gravel Unbound 200. O design icónico desta GRVL DZZL é “uma obra de arte”, como refere a Canyon, com material tão exclusivo que faz com que o preço suba para os 10.000 euros…

Canyon Grail CFR LTD GRVL DZZL

O espanhol Alejandro Valverde estreou a nova Canyon Grail em competição no recente Mundial de Gravel, no Veneto, Itália, alcançando um ótimo quarto lugar final. ‘O Bala’ descreve-a como “rápida onde e quando se quer, resistente quando necessitas que seja” (vídeo abaixo)

Uma semana antes de Valverde no Mundial, o piloto finlandês de Fórmula 1, Valtteri Bottas, correu o Europeu de Gravel na Bélgica com a nova bike da Canyon.

Mais info:

Também vais gostar destes!