Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe) venceu a 16.ª etapa do Tour de França, celebrando uma fuga bem-sucedida, de 35 km, na segunda etapa dos Pirenéus.

PUB
Selle SMP

O campeão austríaco integrou uma fuga formada a cerca de metade do percurso de 169 km, que passou de um grupo de perseguição a um trio que tomou a liderança no Col de la Core, e depois de um ataque certeiro no Col de Portet d’Aspet foi a solo até à meta.

David Gaudu (Groupama-FDJ) e Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) passaram no Portet d’Aspet a apenas 20 segundos de Konrad, mas perderam tempo na descida, com o piso molhado e traiçoeiro, onde Fabio Casartelli perdeu a vida no Tour de 1995.

No final da descida, a Konrad restava ainda 20 km, incluindo a Côte d’Aspret-Sarrat, a quarta subida do dia, com 800 metros a 8,4%, até erguer os braços na meta em Saint Gaudens.

PUB
Specialized Levo

“Esta é minha primeira vitória no WorldTour e é a maior corrida do mundo. Estou realmente sem palavras”, disse Konrad. “Esta vitória é para minha família, os meus amigos, todos os meus fãs e também para Bora-Hansgrohe, que sempre acreditou em mim. Ganhar uma etapa com a camisola de campeão austríaco deixa-me muito orgulhoso”.

“Já fiz três fugas neste Tour, mas sempre à espera do final para o ataque decisivo, o que nem sempre foi a melhor decisão. Quando Mohoric venceu, atacou muito cedo, quando Mollema venceu, também foi muito cedo. Então, disse a mim próprio: ‘se eu ficar à espera, pode suceder-me o mesmo…’. Por isso, tentei e estou feliz porque deu certo”, explicou Patrick Konrad.

Colbrelli levou a melhor sobre Michael Matthews (BikeExchange) no sprint para o segundo lugar, aproximando-se, ambos, da camisola verde de Mark Cavendish na classificação por pontos.

PUB
Novidades Trek 2024

Apesar de uma primeira metade de etapa frenética, o dia transformou-se em calmaria para os candidatos à classificação geral, apenas com alguma emoção na curta subida final. Quando Simon Geschke tentava preparar o ataque do seu companheiro de equipa Cofidis Guillaume Martin, foi Wout van Aert (Jumbo-Visma) que acelerou e quase inadvertidamente dividiu o grupo, levando consigo 15 corredores. Todos os melhores posicionados estavam incluídos.

Também vais gostar destes!