KTM Scarp ou Scarp MT? Fácil de diferenciar: a Scarp “normal” é a famosa XC de suspensão total da marca austríaca; já a Scarp MT é a versão que este fabricante criou mais recentemente e que se destina a umas voltas mais “reativas”, a puxar para o trail e/ou para o downcountry.

PUB
Giant TCR 2024

É verdade que neste segmento praticamente todas as marcas têm hoje modelos mais focados na competição e outros mais “esticados” para o trail ligeiro. Mas é de louver ver catálogos tão extensos como o que vemos no âmbito das Scarp da KTM.

É que a versão para XC tem seis versões (uma delas com quadro em alumínio) e a MT outras cinco (todas elas em carbono), o que permite ao futuro utilizador ter uma variedade quase infinita para encontrar o modelo que melhor se adapta às suas necessidades…

Os modelos XC da KTM caracterizam-se sempre por ter uma geometria bastante conservadora, com um claro toque de XC tradicional. A mais recente revisão à Scarp permitiu à KTM encurtar distâncias para com algumas marcas concorrentes, com geometrias a apontarem para o XC técnico.

Por outro lado, com uma geometria mais “descontraída”, a versão MT explora a vertente mais irreverente do BTT. Mas olhemos então para cinco modelos desta extensa gama, três da Scarp “normal” e dois da Scarp MT.

KTM Scarp: três das opções disponíveis

Falamos de três quadros ligeiramente diferentes, por assim dizer: um full carbon, um em alumínio 6061 com tripla conificação e ainda um outro com estrutura e triângulo frontal em carbono e sector traseiro em alumínio). A geometria é bastante atual: direção a 68º e reach de 440 mm (no tamanho M) prometem equilíbrio.

PUB
Giant TCR 2024

As escoras curtas de 435 mm prometem também dar ao triângulo traseiro mais reatividade e o curso de suspensão fica-se pelos habituais 100 mm à frente e 95 mm atrás, aqui sim algo menos comum.

KTM Scarp Exonic 2022 (9.199 euros)

Destaque aqui para o mais exclusivo acabamento Exonic, com quadro full carbon, conjunto de suspensões Fox com acabamento Factory (suspensão frontal SC 32 e amortecedor DPS, ambos componentes com controlo no guiador) e transmissão Sram XX1 AXS de acionamento eletrónico.

As relações de transmissão escolhidas têm uma clara vertente de velocidade: prato pedaleiro 34t e cassete 10-52t. As rodas DT Swiss XCR 1200 Spline de 25 mm apresentam-se com um peso ajustado e, falando de peso, a KTM declara 9,5 kg neste modelo. O preço anda pelos 9.199 euros.

PUB
Giant TCR 2024

Outra versão da gama é a Master, com o mesmo quadro e suspensões da Exonic, mas baixando um pouco o nível na transmissão (Shimano XT) e nas rodas, uma Mavic Crossmax em alumínio. O preço é de 4.999 euros.

KTM Scarp 294

Por seu turno, a versão com quadro alumínio, mais barata, mas com a mesma geometria. É a KTM Scarp 294, com um conjunto de suspensões RockShox (suspensão frontal Recon Silver e amortecedor Monarch RL) e transmissão Sram SX Eagle, entre outros elementos. Tudo por 2.249 euros.

KTM Scarp MT: duas das opções disponíveis

Neste casos, os quadros são em carbono, num total de cinco modelos: três com quadro full carbon e dois com triângulo traseiro em alumínio. A destacar nesta MT o aumento dos cursos de suspensão em 20 mm, o que faz com que a bicicleta se diferencie bastante dentro do segmento: 120 mm à frente e 115 atrás.

Isto permite variações na geometria, algo que, por sua vez, permite o tão procurado comportamento mais trail, mais dowcountry dentro do BTT: promete ser boa para subir, rolar, descer e ainda ser confortável para voltas mais longas…

A direção desce aos 67º, o que obriga a reduzir um pouco o reach (431 mm no tamanho M), o que trará mais controlo, à partida. Os eixos distanciam-se entre si em 1.152 mm, as escoras mantêm-se nos 435 mm.

PUB
Prototype

KTM Scarp MT Exonic 2022 (9.199 euros)

A topo de gama volta a ser a Exonic, com um equipamento semelhante ao da Scarp “normal”; isto é, suspensões Fox Factory (neste caso com a suspensão frontal SC34), transmissão eletrónica Sram XX1 AXS… Mas há alterações: por exemplo, as rodas DT Swiss XRC 1200 têm 30 mm de largura e na transmissão o prato pedaleiro é 32t.

KTM Scarp MT Elite AXS 2022 (4.549 euros)Um pouco mais equilibrada é depois a Scarp MT Elite AXS, com quadro, geometria e compomentes que a aproximam claramente do downcountry. E ainda com o espigão telescópico KTM Dropper erodas KTM Line em alumínio e 30 mm de largura.

Destaque para o uso da transmissão eletrónica Sram GX Eagle AXS e de um conjunto de suspensões Fox com acabamento Performance. O preço está nos 4.549 euros.

Mais info e restantes modelos Scarp:

Também vais gostar destes!