É um dos prémios mais prestigiados do ciclismo. O Vélo d’Or já distinguiu corredores como Miguel Indurain, Johan Museeuw, Marco Pantani, Alberto Contador, Peter Sagan, Chris Froome e, no ano passado, Tadej Pogacar. Remco Evenepoel é agora também ele um vencedor, com apenas 22 anos. E na primeira vez que é atribuído a mulheres, ganhou a inevitável Annemiek van Vleuten.

PUB
Specialized Levo

Os vencedores foram anunciados esta quinta-feira. Tanto Evenepoel, como Van Vleunten conquistaram o troféu com larga vantagem sobre os restantes nomeados. O Vélo d’Or é atribuído pela revista Vélo Magazine, mas com um júri internacional, distinguindo o melhor ciclista do ano.

Foto: GettySport/Facebook Quick-Step Alpha Vinyl

O belga Remco Evenepoel (Quick-Step Alpha Vinyl) teve uma temporada recheada de grandes vitórias, com destaque para o monumento da Liège-Bastogne-Liège, a Volta a Espanha e o Campeonato Mundial. A sua primeira vitória numa classificação geral em 2022 foi na Volta ao Algarve, num ano simplesmente memorável.

Foto: Facebook UCI

Evenepoel somou 139 pontos na votação, seguindo-se outro belga, Wout van Aert (Jumbo-Visma), com 88 e o esloveno Tadej Pogacar (UAE Team Emirates), com 84. Fora do pódio ficou o vencedor da Volta a França, o dinamarquês Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma), com 80 pontos. É apenas a segunda vez que tal acontece desde que o Vélo d’Or começou a ser atribuído. Em 2006, o espanhol Óscar Pereiro também ficou de fora do top três.

Foto: Facebook Le Tour de France Femmes avec Zwift

PUB
TrekFest 2024

Quanto ao ciclismo feminino, a evolução deste passa igualmente pelo início da atribuíção do Velo d’Or. Sem grande surpresa, a neerlandesa Annemiek van Vleuten foi a primeira vencedora.

Aos 40 anos continua a amealhar vitórias, tendo esta temporada ganho, entre outras corridas, a Liège-Bastogne-Liège, o Giro, o Tour e a Vuelta, juntando pouco depois o título mundial, que conquistou com uma fratura no cotovelo.

Foto: Facebook UCI

Van Vleuten (Movistar) recebeu 145 pontos, com a belga Lotte Kopecky (SD Worx) a ser segunda, com 69. A francesa Pauline Ferrand-Prévot – que recentemente assinou pela INEOS Grenadiers e que se dedica mais ao BTT, tendo conquistado também o Mundial de gravel, além do título de XCO, XCC e XCM – ficou na terceira posição, com 48 pontos.

De referir que Remco Evenepoel é o quarto belga a receber o Vélo d’Or, depois do já referido Johan Museeuw (1996), Tom Boonen (2005) e Philippe Gilbert (2011).

PUB
TrekFest 2024

Também vais querer ler…

Oficial: Remco Evenepoel no Giro 2023

Annemiek Van Vleuten confirma Giro e Tour a fechar carreira

Fotografias principais: GettySport/Facebook Quick-Step Alpha Vinyl (Remco Evenepoel) e Facebook Le Tour de France Femmes avec Zwift (Annemiek van Vleuten)

Também vais gostar destes!