A Glassdrive/Q8/Anicolor está imparável. No regresso da elite nacional à estrada, a equipa de Rúben Pereira somou mais uma vitória, com Frederico Figueiredo a assumir-se como protagonista. O ciclista venceu a Volta a Albergaria, naquele que é o seu segundo triunfo do ano, depois de ter sido o mais forte na Clássica Aldeias do Xisto.

PUB
Distribuidores Orbea

“Foi mais uma grande corrida da nossa equipa. Estivemos logo desde a partida muito atentos a tudo o que se mexia. Conseguimos estar na frente e demonstrámos que tínhamos um bloco muito forte. Depois na parte final jogámos com a vantagem que tínhamos, tanto eu como o Mendonça podíamos estar na discussão, calhou-me a mim. Mas a minha vitória é da equipa”, realçou Frederico Figueiredo.

Foto: João Fonseca Photographer

Esta vitória surge três semanas depois de Rafael Reis ter conquistado o Grande Prémio O Jogo, dominado quase na totalidade pela Glassdrive/Q8/Anicolor, com Luís Mendonça a formar uma dupla imbatível com o colega que se sagraria o campeão da corrida.

Foto: João Fonseca Photographer

Rúben Pereira era um diretor desportivo muito feliz após mais um triunfo em 2022: “Foi uma bonita vitória. A clássica de Albergaria é uma corrida importante do nosso calendário, já a vencemos algumas vezes na história do clube. Foi sempre um objetivo que tínhamos e acabou por ser um grande trabalho de todos. O Luís Mendonça abdicou do seu resultado em prol do Frederico Figueiredo, que fez uma grande corrida, aliás ambos fizeram e mereciam ganhar os dois. Acima de tudo ganhou o grupo e ganhou o Frederico, que é um grande colega e mereceu um momento como este”.

Foto: João Fonseca Photographer

Filme do dia

A prova de 155,7 kms contou com muito sobe e desce, com quatro contagens de terceira categoria. Cedo se formou uma fuga numerosa que acabaria por definir a corrida.

PUB
Canyon Lux WC 2022

A dificuldade do percurso foi selecionando os mais fortes entre os 17 que deixaram o pelotão para trás. Com o aproximar da fase final, Frederico Figueiredo e Ricardo Vilela (W52-FC Porto) mostraram que iria ser entre ambos que se decidira a 21ª edição da Volta a Albergaria.

Foto: João Fonseca Photographer

Na reta da meta, Figueiredo foi superior ao rival, que ficou a dois segundos do vencedor. Pouco depois chegaria Luís Mendonça (a 21 segundos), com os restantes ciclistas a cortar a meta a quase três minutos ou mais. A Glassdrive/Q8/Anicolor venceu também coletivamente e está na liderança da Taça Nacional de Equipas.

Nas restantes classificações, a Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados subiu novamente ao pódio, desta feita duas vezes. Pedro Pinto foi o melhor jovem (quinto na geral) e Bruno Silva ganhou a montanha. A formação que conta com Gustavo Veloso como um estreante diretor desportivo, continua a destacar-se esta temporada. Joaquim Silva (Efapel Cycling) – vencedor da Clássica Viana do Castelo – ficou com a classificação das metas volantes.

Foto: João Fonseca Photographer

Com a mudança de calendário do Grande Prémio Douro Internacional – passou para 14 a 17 de julho -, haverá nova paragem prolongada para a elite nacional, no que a provas em Portugal diz respeito. A 11 e 12 de junho realiza-se o Grande Prémio Abimota, sendo também o mês dos Campeonatos Nacionais (24 a 26), este ano com destino marcado no Mogadouro, distrito de Bragança.

Calendário de ciclismo nacional:

Mais info e classificações:


Fotos: João Fonseca Photographer

PUB
Orbea Rier Connect

Estás a gostar do GoRide.pt?

Então subscreve a Newsletter GoRide.pt clicando/tocando na imagem abaixo!

NEWSLETTER GORIDE.PT Newsletter GoRide.pt

Elisabete Silva
Quando uma vasta experiência em jornalismo se junta a uma paixão imensa por bicicletas, o resultado é como música para os ouvidos do mais curioso ciclista. E é isso que esta mestre da modalidade acrescenta ao projeto GoRide.

Também vais gostar destes!

Mais em Em destaque