Mathieu van der Poel dominou as primeiras corridas de ciclocrosse em que participou esta temporada e apesar de ter começado a sentir naturais dificuldades para vencer após a chegada tardia à disciplina no final de 2022 do grande rival Wout van Aert, ninguém suspeitaria – nem sequer o corredor quiçá nas suas perspetivas mais pessimistas – que voltasse a ressentir-se da lesão nas costas que o afetou durante todo o inverno de 2021-22.

PUB
Riese & Müller Multitinker

Os primeiros indícios surgiram durante o crosse de Coxyde, a 5 de janeiro, com as primeiras queixas do corredor. Depois disso, embora as notícias apontassem para a recuperação a tempo da ronda da Taça do Mundo em Zonhoven, o neerlandês voltou a ser afetado pela maleita, afirmando, no final da corrida, que o condiciona em competição.

 

Gerben De Knegt, treinador da seleção dos Países Baixos, tem um discurso tranquilizador, em que crê que MVDP não ficará prejudicado no seu grande objetivo da temporada de ciclocrosse, o Campeonato do Mundo, a disputar em Hoogerheide a 5 de fevereiro. “Como todo a gente, vi o que aconteceu em Coxyde”, começou por afirmar o técnico.

PUB
Specialized Levo

De Knegt pretende ser otimista e acredita que poderá contar com Mathieu van der Poel a 100% na seleção para o Mundial, daqui a pouco menos de um mês. “Os dois últimos crosses foram menos positivos, mas recordo que ele tinha vencido em Herentals na corrida imediatamente anterior. E noutras ficou muito perto de Van Aert”, salientou.

PUB
Riese & Müller Multitinker

 

Questionado sobre o desempenho do belga, o treinador de Van der Poel voltou a puxar pelo seu pupilo: “Creio que estão mais ou menos ao mesmo nível. Na verdade, com eles os dois, muitas vezes tudo se resume à forma física ou até mesmo à disposição com que cada um está no dia da corrida. Van Aert está em ótima forma neste momento, isso é claro. Mas Mathieu não está certamente tão longe quanto as pessoas pensam.”

Van der Poel encontra-se em estágio em Espanha com a sua equipa de estrada, Alpecin-Deceuninck, situação que é do agrado de Gerben De Knegt. “O estágio com a equipa vai fazer-lhe bem. Em algumas semanas, essa dor nas costas vai ser só uma má lembrança, em minha opinião. O grande objetivo de Mathieu, assim como o de Van Aert, é o Mundial, e nessa altura estará pronto. Mas, se não ganhar, também não será um drama”, disse.

Na eventualidade do pior cenário, o técnico neerlandês vê substitutos na seleção com capacidade para assumir o papel de Van der Poel, se necessário. “Lars van der Haar está a fazer uma excelente temporada. Para mim, pode chegar ao pódio no Mundial. Podemos contar também com Joris Nieuwenhuis, que é excelente quando está num bom dia”, concluiu.

Também vais querer ler…

Títulos nacionais de ciclocrosse em disputa em Portugal e não só

Fotografia: Twitter Mathieu van der Poel

PUB
TrekFest 2024

Também vais gostar destes!