Primeiro Tour Down Under em que participou, primeira prova por etapas pela UAE Team Emirates, primeira corrida como líder da sua nova equipa, primeira vitória! Jay Vine não poderia desejar melhor começo de 2023. O australiano conquistou a corrida que tantas vezes assistiu de fora como adepto. Chegou tarde ao ciclismo, mas continua a mostrar que está mais do que a tempo de alcançar muitos feitos.

PUB
Riese & Müller Multitinker

Jay Vine trocou a Alpecin-Deceuninck pela UAE Team Emirates e terá um papel importante ao lado de João Almeida. Porém, começa a revelar que poderá ter capacidade para ainda mais. No Tour Down Under foi o líder da equipa, soube estar nesse papel, tanto em prova, como na forma como falava após as etapas.

Sempre sorridente, transmitiu confiança e, principalmente, deixou os responsáveis da formações dos Emirados Árabes Unidos muito satisfeitos. É que a época ainda mal começou e já são duas as vitórias alcançadas. Vine sagrou-se campeão nacional de contrarrelógio há duas semanas e agora conquistou o Tour Down Under.

Ainda tentou vencer a última etapa da corrida australiana, que regressou ao calendário World Tour após de dois anos cancelada devido à pandemia. Os 112,5 quilómetros entre Unley e Mount Lofty (um circuito) pediam ataques, ainda mais quando eram apenas 15 segundos a separar Vine de Simon Yates e 16 de Pello Bilbao.

 

Schwalbe Men's Stage 5 | Last KM
PUB
Prototype

O espanhol da Bahrain-Victorious, vencedor de uma etapa, não conseguiu estar na luta final, mas Yates testou Vine. O australiano passou com distinção. Foram os dois ao sprint com o ciclista da Jayco AlUla a dar a vitória que não compensa a desilusão de não vencer a geral em casa, mas sempre dá um toque de motivação para a temporada que agora arrancou.

“”Foi difícil. As últimas duas voltas foram caóticas. Adaptámo-nos ao ritmo e os rapazes [colegas de equipa] mantiveram-me em segurança e fizeram um trabalho fantástico”, salientou Vine, no final da etapa.

O australiano disse ainda ser especial alcançar a vitória tendo acabado de chegar a uma nova equipa e ainda por cima fê-lo numa corrida World Tour e logo no seu país.

“O último a vencer foi o Richie Porte, que é um ídolo para mim. É muito especial para a minha carreira”, salientou Vine, que nunca escondeu a admiração pelo ciclista que venceu o Tour Down Under em 2020 e que terminou a carreira no final do ano passado.

PUB
Specialized Levo

Jay Vine ganhou com 11 segundos de vantagem sobre Simon Yates (o britânico encurtou um pouco a diferença devido às bonificações), com Pello Bilbao a fechar o pódio, a 27.

Magnus Sheffield (INEOS Grenadiers) foi quarto, a 57 segundos, mas subiu ao pódio como o vencedor da classificação da juventude do Tour Down Under.

A primeira fase da etapa foi muito animada tanto por Michael Matthews (Jayco AlUla) e Mikel Honoré (EF Education-EasyPost). O primeiro procurou selar a vitória na classificação dos pontos, o segundo queria a da montanha. Missão cumprida para ambos. A UAE Team Emirates venceu por equipas.

O calendário World Tour prossegue na Austrália no próximo domingo, 29 de janeiro, com a Cadel Evans Great Ocean Road Race. No sábado disputa-se a prova feminina.

Classificações completas:

Também vais querer ler…

Tour Down Under: Bryan Coquard finalmente venceu no World Tour [com vídeo]

PUB
Riese & Müller Multitinker

Fotografias: Facebook Tour Down Under

Também vais gostar destes!