Numa etapa curta, de 90 quilómetros, o percurso entre Birdwood e Uraidla teve muito sobe e desce, não facilitando as ciclistas na segunda etapa do Tour Down Under. Que o diga a líder Daria Pikulik. Mesmo bem protegida pelas companheiras da Human Powered Heatth, perdeu mais de cinco minutos para Alexandra Manly (Jayco AlUla) que venceu e partirá para a última tirada na primeira posição da geral.

PUB
KTM

Com o pelotão a perder elementos à medida que os quilómetros passavam, nos últimos cinco o grupo da frente não era muito grande. A 3500 metros da meta, Amanda Spratt arrancou. Aos 35 anos, a mudança para a Trek-Segafredo parece estar a servir de novo tónico. A australiana – que já venceu a competição três vezes – deu muito trabalho à FDJ-Suez de Grace Brown e à sua antiga equipa, a Jayco AlUla.

Com a fase final a ser em subida, foi exigido um esforço extra das ciclistas. Spratt foi apanhada e no sprint Alexandra Manly bateu a concorrência, com a neozelandesa Georgia Williams (EF Education-TIBCO-SVB) a ser segunda e a australiana Grace Brown terceira.

PUB
Prototype

Manly não só é também ela uma ciclista do país anfritrião, como vive no sul da Austrália, pelo que conhece bem a região onde se disputa o Tour Down Under. “Ganhar perto de casa é tão bom”, admitiu a vencedora.

“Tivemos uma preparação [do sprint] perfeita. Sabia que a parte final da estrada seria dolorosa até quando se está a treinar. Por isso, tentei garantir que estaria bem e, claro, a Spratty [Amanda Spratt] iria procurar a oportunidade para atacar”, explicou.

“Tentei apanhá-la, mas não tinha as mesmas pernas que a Spratty na subida. Suponho que, estando eu na frente, forcei outras a perseguir um pouco. Depois eu conhecia a descida e tentei reduzir a desvantagem”, referiu.

No sprint, Manly (26 anos) foi a mais forte e vai partir como líder para a derradeira etapa desta estreia do Tour Down Under como prova World Tour no calendário feminino.

Manly tem oito segundos de vantagem sobre Georgia Williams e Grace Brown. Mas a corrida está muito aberta. Amanda Spratt surge na quinta posição, a 14 segundos, sendo que até à 16ª classificada, todas estão a menos de um minuto da liderança, mais precisamente a 40 ou menos segundos.

PUB
Nova Trek Supercaliber

A terceira e decisiva etapa terá 93,2 quilómetros, ligando Adelaide Campbelltown, sendo considerada a “rainha” desta edição da prova australiana.

Race Routes | Women's Let's Go Motorhomes Stage 3 | Santos Tour Down Under 2023

Classificações completas:

Também vais querer ler…

Daria Pikulik surpreende e alcança lugar na história do Tour Down Under [com vídeo]

Fotografia: Facebook Tour Down Under

Também vais gostar destes!