Tour 2023, 8ª etapa: as hipóteses recaíam sobre uma possível chegada ao sprint, ou, por outro lado, no sucesso de uma iniciativa de fuga… E a primeira hipótese foi a escolhida pelo desenrolar das ações do pelotão. No fim, Mads Pedersen (Lidl-Trek) vence em Limoges.

PUB
Specialized Levo

Com uma extensão de 200 kms, de Libourne a Limoges, numa corrida fortemente atacada ao início, mas sem “permissão” do pelotão para alguém se destacar na frente, Tim Declercq (Soudal-Quick Step) lá consegue finalmente distanciar-se do pelotão; e um pouco mais tarde recebe a companhia de mais dois ciclistas: Anthony Turgis (TotalEnergies) e Anthony Delaplace (Arkea-Samsic).

O trio colabora muito bem e chega mesmo a obter mais de cinco minutos de vantagem sobre o pelotão, que seguia calmo e sereno. Na tentativa de alterar as circunstâncias da corrida à passagem do sprint intermédio pelo grupo principal, um grupo de 15 corredores, no qual constavam Mathieu Van der Poel (Alpecin-Deceuninck), Jasper Philipsen (Alpecin-Deceuninck), Mark Cavendish (Astana Qazaqstan), Bryan Coquard (Cofidis) e Biniam Girmay (Intermarché-Circus-Wanty), tentaram destacar-se de forma inesperada, não aliviando o andamento à passagem dos pórticos…

Isto exigiu que a Jumbo Visma encabeçasse o pelotão a um ritmo forte e numa resposta pronta, visto que a equipa tinha ambições de vitória para Wout Van Aert (Jumbo Visma)…

Entretanto, Mark Cavendish sofre uma queda integrado no pelotão a 64 kms da meta e abandona a Volta a França de ambulância, deitando por terra as ambições recordistas que o britânico trazia para esta edição do Tour.

PUB
Beeq

Mas não foi o único. O trio da frente sofre movimentações, com Turgis a atacar no Côte de Masmont, a 16 kms do fim, exigindo uma perseguição feroz por parte das equipas com ambições à vitória da etapa. Isto levou a uma queda a 6 kms do fim, que envolveu Simon Yates (Jayco AIUIa) e Mikel Landa (Bahrain – Victorious), que perderam 47 segundos…

A entrada na reta da meta faz-se aos comandos da Lidl-Trek, trabalho esse que viria a ser recompensado com a vitória ao sprint de Mads Pedersen! O dinamarquês conseguiu bater Jasper Philipsen e Wout Van Aert, que cruzaram a meta em segundo e terceiro, respetivamente.

Na geral não existem alterações: Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma) continua de amarelo, seguido de Tadej Pogacar (UAE Emirates), a 25 segundos, e Jay Hindley em terceiro, a 1m34s.

Vídeo de resumo da etapa do canal YouTube GCN Racing:

Uphill Finish Sees Strong Sprinters Battle It Out! | Tour De France 2023 Highlights - Stage 8

Mais info:

Lê também:

Tour 2023 – 7ª etapa: A terceira de Philipsen! [com vídeo]

Imagens: Twitter Volta a França 

 

Também vais gostar destes!