Três corridas em Itália compõem o programa de final da temporada de Tadej Pogacar. O esloveno da UAE Emirates repete o triunvirato de provas do ano passado, que lhe foi muito bem-sucedido.

PUB
Giant TCR 2024

Começou com o segundo lugar na Volta a Emília, depois ganhou os Três Vales Varesinos e terminou em grande com a revalidação do triunfo no Giro da Lombardia.

Líder de uma verdadeira armada que inclui Juan Ayuso, Adam Yates, Rafal Majka, Diego Ulissi e Jay Vine, Pogacar tentará conquistar a Il Lombardia pelo terceiro ano consecutivo, feito que só foi alcançado por dois corredores na história centenária do Monumento italiano, cuja edição de estreia remonta a 1905: os transalpinos Alfredo Binda, autor de hat-trick na década de 1920, e Fausto Coppi, que venceu quatro edições seguidas, entre 1946 e 1949.

Pogacar regressou à competição após o Mundiais de fundo e de contrarrelógio em Glasgow (Escócia), em que alcançou o 3º  lugar e o 21.º, respetivamente, após um mês de repouso que se seguiu à Volta a França, o grande objetivo da temporada do esloveno, que voltou a não ser capaz de conquistar, batido Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma) pelo segundo ano consecutivo (em foi segundo classificado).

Depois das andanças mundialistas, o líder da UAE Emirates voltou a fazer um interregno de pouco menos de mês e voltou à competição (13 de setembro) já em Itália, no Giro da Toscana, em que foi 4º na vitória do francês Pavel Sivakov (Ineos Grenadiers) e 3º no dia seguinte na Coppa Sabatini, ganha pelo seu companheiro de equipa suíço Marc Hirschi.

A poucos dias de voltar a colocar o dorsal, Pogacar afirma-se motivado para reeditar o êxito de 2022 por terras italianas neste fim de época. “Este é o terceiro ano que participo neste bloco de corridas italianas, é uma fase da temporada, final, que gosto muito. Nos últimos dois anos terminei o meu ano de forma perfeita na Lombardia e estou motivado, tal como toda a equipa, para tentarmos voltar a repetir o êxito”.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

A primeira etapa que levará o esloveno à tentativa de entrar para a história da clássica das Folhas Caídas, o último Monumento da temporada, é a Volta a Emília, que não conseguiu vencer em 2022.

“Trata-se de uma corrida em circuito difícil e emocionante para os fãs”, começou por descrever, para passar à ronda seguinte, a Três Vales Varesinos: “Esta prova proporciona sempre corridas de ataque. Temos uma equipa muito forte para estas duas corridas, por isso, com certeza iremos alcançar bons resultados” conclui Tadej Pogacar em declarações ao site da UAE Emirates.

Lê também:

Patrick Lefevere nega ter estado nas instalações da Jumbo-Visma

Imagens: UAE Emirates Twitter e Giro da Lombardia Twitter

Também vais gostar destes!