João Almeida afirmou-se satisfeito com o seu desempenho no contrarrelógio da 10.ª etapa da Volta a Espanha, ontem, em Valladolid, que lhe valeu o 4º lugar na jornada e a subida ao 6º posto da classificação geral.

PUB
Specialized Levo

Todavia, mais do que as posições alcançadas o português destacou, no final do 25,8 km do crono, ter recuperado tempo para alguns adversários diretos importantes, como os 28 segundos ao bicampeão da Volta a França, Jonas Vingegaard.

«Estive bem. Andei muito bem num esforço difícil e longo.e estou feliz porque tirei tempo importante a outros rivais», começou por referir João Almeida, citado pela sua equipa, a UAE Emirates.

João Almeida reforçou a posição entre os candidatos ao triunfo final nesta Vuelta. Apesar de Remco Evenepoel e Primoz Roglic terem-lhe ganho tempo – respetivamente, 34 e 14 segundos –, o português está a 1.17 minutos do belga e a apenas 17 segundos do esloveno.

PUB
BH GravelX

Além disso, Almeida ultrapassou Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma), o maior perdedor do dia (apenas 8.º a 1.18 do vencedor do contrarrelógio, o italiano Filippo Ganna, da Ineos Grenadiers), e o seu companheiro de equipa Juan Ayuso (6.º a 1.11), dos quais tem seis e nove segundos de vantagem, respetivamente.

«Vamos ter amanhã [hoje] mais um dia difícil; não é extremamente duro, mas é preciso estar vigilante. Vamos focar a atenção nas próximas etapas até à 13, a que tem a chegada em alto, no Tourmalet. É importante guardar energia até aí», analisou o corredor português, de 25 anos, que subiu quatro postos na classificação, agora a 2.16 minutos do norte-americano Sepp Kuss (Jumbo-Visma).

Lê também:

Vuelta 2023 – etapa 10: Filippo Ganna vence CR, João Almeida em grande nível… [com vídeos]

Imagens: La Vuelta Twitter

PUB
Orbea Genius Dealers

Também vais gostar destes!