David Delgado (Padrones-Cortizo) venceu ontem a 3ª etapa do Grande Prémio Douro Internacional, cortando a meta isolado e com 15 segundos de vantagem para o 2º e 3º classificado, Tiago Antunes (Efapel) e Luís Mendonça (Glassdrive-Q8-Anicolor), respetivamente.

PUB
Prototype

A etapa tinha como particularidade ser uma das mais díficeis de toda a prova e teve várias fugas ao longo de toda a corrida. À passagem do km 110 formou-se um grupo de seis ciclistas, perspetivando-se que a etapa seria decidada entre eles. No entanto, a Glassdrive-Q8-Anicolor encurtou distâncias e David Delgado foi mesmo o único “sobrevivente”.

Quanto à classificação geral, o vencedor das duas primeiras etapas, Luís Mendonça, Glassdrive-Q8-Anicolor, continua a liderar a prova com 22 segundos de vantagem sobre Joaquim Silva (Efapel) e 23 sobre Luís Gomes (Kelly-Simoldes-UDO). É também o líder da classificação por pontos.

Nas restantes categorias, Rodrigo Caixas (Credibom-LA Alumínios-Marcos Car) continua a liderar a montanha, Alexandre Montez (Credibom-LA Alumínios-Marcos Car) a juventude, Gonçalo Carvalho (Tavfer-Ovos Matinados-Mortágua) lidera nas metas-volantes, César Fonte (Rádio Popular-Paredes-Boavista) nas metas autarquias, André Ramalho (Credibom-LA Alumínios-Marcos Car) é o novo líder dos pontos quentes e a Glassdrive-Q8-Anicolor está na frente da classificação por equipas.

Hoje temos a 4ª e penúltima etapa do Grande Prémio Douro Internacional, em Resende. São 142,7 kms com dois prémios de montanha.

PUB
KTM

Mais info:

Lê também:

GP Douro Internacional: Luís Mendonça ‘bisa’ e segue líder

Imagens: Federação Portuguesa de Ciclismo

Também vais gostar destes!