Depois de 15 anos com Jorge Piedade como diretor desportivo, a Aviludo-Louletano-Loulé Concelho irá começar uma nova fase sob a liderança de Américo Silva. Depois de um 2022 “salvo” com vitórias na reta final da temporada, para a nova época, o objetivo passa por recolocar a equipa entre as ganhadoras.

PUB
TrekFest 2024

Foi preciso esperar pelo Grande Prémio JN para Tomas Contte e Nahuel D’Áquila somarem os triunfos com que a equipa terminaria o ano. Entre problemas de saúde e lesões, a Aviludo-Louletano-Loulé Concelho esteve longe das temporadas em que ganhou bastante e era uma equipa em destaque na Volta a Portugal.

Piedade saiu e a escolha recaiu noutro diretor desportivo muito experiente no ciclismo nacional, habituado a colocar os seus ciclistas a lutar por vitórias. “É um projeto que queremos ver crescer a curto/médio prazo”, diz Américao Silva, num vídeo publicado recentemente no Instagram, acrescentado que quer “uma equipa cada vez mais competitiva”.

O argentino Tomas Contte será uma das figuras, tendo renovado com a formação algarvia. O sprinter tem demonstrado qualidade e só espera que em 2023 possa estar bem todo o ano, depois de um ano em que uma parte esteve afastado da competição devido precisamente a problemas de saúde.

Mas também para o sprint, a Aviludo-Louletano-Loulé Concelho contratou César Martingil. O português está a encontrar dificuldades para repetir os bons resultados do início da carreira, mas é sempre um ciclista com vontade de fazer mais e melhor, e esta característica lutadora é certamente apreciada pelo novo diretor desportivo.

A chegada de Daniel Viegas também trará mais opções. Depois de fazer toda a sua fase de sub-23 na equipa da Fundação Alberto Contador, na qual se tornou profissional (a atual EOLO-Kometa), o corredor de 25 anos regressa a Portugal com o desejo de confirmar as qualidades que já se viu por cá quando era júnior.

Nele vão concentrar-se parte das atenções, pois Jesus del Pino reecontra Américo Silva. Trabalharam juntos na então Efapel, agora Glassdrive-Q8-Anicolor. O espanhol é um ciclista sempre regular e acabou por ser uma das figuras da equipa na última Volta a Portugal.

PUB
KTM E-Bikes BTT

Américo Silva conta com um corredor de confiança, mas terá também a missão de recuperar um “desaparecido” Vicente García de Mateos. O espanhol passou de ser líder principal da Aviludo-Louletano-Loulé Concelho e um dos destaques no pelotão nacional, para quase ser esquecido.

O regresso à equipa algarvia em 2022 até começou de forma prometedora, mas a temporada do espanhol ficou muito aquém.

2023 será um recomeçar da Aviludo-Louletano-Loulé Concelho com um novo diretor desportivo a dirigir uma equipa com ciclistas, a maioria, com bastante experiência e capacidade de lutar pelas vitórias que escassearam no ano passado. E esta época terá ainda uma “pressão” extra. Em ano de centenário do Louletano, o desejo é ainda maior de presentear o clube com uma época bem mais positiva.

Reforços: André Cruz (Por, 19 anos, Almodôvar/Delta Cafés/Crédito Agrícola), César Martingil (Por, 28, Rádio Popular-Paredes-Boavista) e Daniel Viegas (Por, 25, EOLO-Kometa).

Permanências: Carlos Oyarzún (Chi, 41), Jesus del Pino (Esp, 32), Nahuel D’Áquila (Arg, 24), Nuno Meireles (Por, 31), Rui Rodrigues (Por, 31), Tomas Contte (Arg, 24) e Vicente García de Mateos (Esp, 34).

PUB
Riese & Müller Multitinker

Saídas: André Evangelista (Por, 27), José Mendes (Por, 37, Victoria Sports), Márcio Peralta (Por, 22).

Também vais querer ler…

Tavfer-Ovos Matinados-Mortágua: continuar o excelente trabalho de 2022

Fotografia: Facebook Aviludo-Louletano-Loulé Concelho

Também vais gostar destes!