Madrid recebeu o pelotão da Volta a Espanha 2023 para a última etapa desta edição e, mais uma vez, de final inesperado com a vitória de Kaden Grooves a surgir da fuga… Por outro lado, hoje foi o dia de consagração para o vencedor da classificação geral, Sepp Kuss, o gregário que fez as três grandes voltas do ano e vence a última!

PUB
Selle SMP

Hoje o dia foi de cerimónia, pelo menos, até à entrada do circuito final em Madrid. Foi tempo de descontrair e saborear a vitória final, tanto para Sepp Kuss, como para Jonas Vingegaard e Primoz Roglic, segundo e terceiro à geral, respetivamente.

PUB
Selle SMP

Feitas as celebrações e fotografias, as tréguas acabam à entrada do circuito final no qual os ciclistas teriam de percorrer nove voltas. A equipa de Kaden Grooves, a Alpecin-Deceuninck, controla as duas primeiras voltas, sendo este o favorito à vitória final que se esperava ao sprint…

Pois bem, após o sprint intermédio, Nico Denz, Lennard Kämna (Bora-Hansgrohe) e o português Rui Costa (Intermarché-Circus-Wanty), destacam-se na frente da corrida.

Atento, e a querer o honra a distinção de mais combativo nas três semanas da Vuelta, Reemco Evenepoel (Soudal Quick-Step) ataca com Filippo Ganna (Ineos-Grenadiers) na tentativa de cobrirem o espaço para a frente. Nisto, levam Kaden Grooves com eles.

PUB
Cube Stereo ONE

Ou seja, mais um cenário de corrida altamente improvável: Kaden Grooves na fuga, juntamente com Reemco, Ganna, Rui Costa e os dois homens da Bora-Hansgrohe. A diferença chega aos 20 segundos e mantém-se…

O pelotão seguia sem rumo ou orientação. A falta da organização facilitava o trabalho dos fugitivos que colaboravam muito bem entre si. Só na última volta existe um esforço mais afincado do grupo de trás, e com com a hesitação dos cinco homens da frente na reta da meta, estes são praticamente alcançados.

PUB
Giant Trance X Advanced E+ Elite

Ainda assim Reemco é o primeiro a lançar-se, mas Kaden Grooves é o ciclista especialista nestas “andanças” e leva a terceira vitória na Vuelta a Espanha 2023. Ganna fecha segundo e Nico Denz é terceiro. Rui Costa consegue ainda o sexto lugar da etapa.

Feitas as contas, o pódio geral fica com o norte-americano Sepp Kuss no lugar mais alto e cobiçado. O grande vencedor. Jonas Vingegaard é segundo, a 17 segundos, e Primoz Roglic fecha o pódio, a 1m08s. João Almeida é o melhor português e alcança mais um ótimo resultado numa grande volta, ao terminar em 9º lugar.

Reemco Evenepoel vence a classificação da montanha, Grooves a dos pontos e a juventude ficou para Juan Ayuso, o jovem espanhol da Emirates. Por equipas, a Jumbo-Visma venceu.

Mais info:

Lê também:

Vuelta 2023 – etapa 20: Wout Poels vence Evenepoel na linha de meta [com vídeos]

Imagens: La Vuelta

 

Também vais gostar destes!