Luís Ángel Maté (Euskaltel-Euskadi) foi o mais forte no duelo final na chegada à Guarda, mas o segundo lugar do dia de hoje, ocupado por Artem Nych, dá a este corredor da Glassdrive-Q8-Anicolor vantagem suficiente para envergar a camisola amarela à entrada do dia de descanso.
Se a etapa de ontem já deixou mossa nos atletas, graças à subida que é a mais dura da Volta a Portugal, o percurso que os ciclistas enfrentaram hoje não foi muito “melhor”… Entre Penamacor e a Guarda os atletas percorreram 168 kms com muitas dificuldades, mais evidentes nos 40 kms finais.
A etapa começa atacada por várias equipas e com a agitação não foi preciso esperar muito para um grupo com treze elementos de destacar na frente da corrida. A fuga atingiu mais de cinco minutos para o pelotão e durou mais de 120 kms, com César Fonte (Rádio Popular-Paredes-Boavista) a conquistar todos os prémios de montanha durante a iniciativa de fuga inicial.
Na aproximação a Aldeia Viçosa, César Fonte e Antonio Soto (Euskaltel-Euskadi) mexem na frente da corrida ao sentirem a aproximação do grupo do camisola amarela. Os dois conseguem manter-se na frente enquanto os restantes são absorvidos pelo grupo de Délio Fernández (AP Hotels & Resorts-Tavira-SC Farense).
César e Antonio tiveram pouco depois a companhia de mais alguns ciclistas, que abrem a vantagem para os 50 segundos durante vários kms.
O grupo fugitivo entra nos 5.000 metros finais isolado e somente com cinco unidades: Luís Ángel Maté (Euskaltel-Euskadi), Artem Nych (Glassdrive-Q8-Anicolor), Ivan Cobo (Equipo Kern-Pharma), César Fonte (Rádio Popular-Paredes-Boavista) e Nícolas Sessler (Global 6 Cycling).

Artem Nych atacou na última subida do dia levando consigo na roda Luís Ángel Maté, e de entre estes os dois a vitória decidiu-se a favor de Maté, que ainda consegue deixar Artem Nych a 14 segundos… Em terceiro lugar chegou Ivan Cobo da Euskaltel-Euskadi.

Artem Nych, apesar de não vencer a etapa consegue o primeiro lugar da classificação geral entrando para o dia de descanso da Volta a Portugal de amarelo. Em segundo lugar está Délio Fernández, a 27 segundos, e no terceiro posto Colin Strussi (Team Vorarlberg), a 30 segundos.
A classificação da montanha pertence agora a César Fonte, Daniel Babor (Caja Rural-Seguros RGA) mantém-se líder dos pontos e Afonso Eulálio (ABTF Betão-Feirense) é o melhor jovem. Por equipas segue a Euskaltel-Euskadi em primeiro.

Mais info:

Lê também:

Volta a Portugal – etapa 5: Délio Fernández ‘leva’ a Torre e a amarela

PUB
Cube Stereo ONE

Imagens: Federação Portuguesa de Ciclismo // Volta a Portugal // Euskaltel-Euskadi // Glassdrive/Q8/Anicolor

Também vais gostar destes!