A primeira etapa da 84ª edição da Volta a Portugal elege Leangel Linarez (Tavfer-Ovos Matinados-Mortágua) como o mais forte, vencendo ao sprint a primeira etapa em linha.

PUB
Orbea Genius Dealers

Com 188.5 kms de extensão, o traçado entre o Velódromo da Sangalhos, na Anadia, e Ourém fez-se a velocidades elevadas. A fuga começou no primeiro km e foi constituída inicialmente por cinco ciclistas, embora apenas dois atletas da equipa portuguesa Credibom/LA Alumínios/Marcos Car se tenham mantido destacados, eram eles João Macedo e Diogo Narciso.

O objetivo era assegurar os pontos da montanha, missão cumprida por parte de Diogo Narciso, que é agora líder da montanha com 8 pontos. A dupla persistia na frente da corrida, perseguida por um pelotão aparentemente calmo que controlava a distância de dois minutos a faltarem 35 kms para a meta. Rafael Reis (Glassdrive-Q8-Anicolor ) foi bonificando nas metas volantes do percurso.

A anulação da fuga dá-se quando na frente do pelotão surgem vários interesses por parte de diferentes formações, tanto estrangeiras como as nacionais, com mais ênfase da equipa do camisola amarela e rapidamente o grupo de fugitivos foi alcançado a cerca de 20 kms da meta.

A última dificuldade do dia, a 13 kms do fim, conjugada com a anulação da figa fez com que alguns ciclistas tentassem a sua sorte. Exemplo disso foi César Fonte (Rádio Popular-Paredes-Boavista), que rodou isolado na frente da corrida até à entrada dos últimos 5000 metros.

A descida fez-se a velocidades estonteantes, tanto que as motas de organização tiveram algumas dificuldades em abrir caminho a um pelotão “furioso”. Com tamanha rapidez os cortes surgiram no grupo, que se despedaçou aquando da entrada para os 2 kms finais.

PUB
Specialized Levo

A curva final para a direita levava Tomas Barta e Daniel Babor, ambos da Caja Rural, a liderar o pelotão. Barta lança Daniel Babor para o sprint, mas o venezuelano Leangel Linarez que seguia na terceira posição tinha mais andamentos acabando por vencer em Ourém.

Feitas as contas para a classificação geral da Volta a Portugal de 2023: Rafael Reis mantém a camisola amarela na sua posse, com Leangel Linarez a ser segundo à geral, com o mesmo tempo, e Daniel Babor em terceiro, a 1 segundo.

A classificação dos pontos pertence também ao vencedor do dia, com Daniel Dias (Credibom-LA Alumínios-Marcos Car) a manter a liderança da juventude e a Glassdrive-Q8-Anicolor a ser primeira por equipas.

Mais info:

Lê também:

Volta a Portugal 2023: Rafael Reis vence o prólogo e veste a primeira amarela

PUB
Cube Stereo ONE

Imagens: Federação Portuguesa de Ciclismo

 

Também vais gostar destes!