Pogacar não venceu o segundo contrarrelógio do Giro. Foi o maior especialista de todos os que competem na ‘corsa rosa’, Filippo Ganna. Mas não foi por facilitismo do esloveno, que deu tudo para conquistar o ‘bis’. Com mais um extraordinário desempenho que lhe valeu o segundo lugar na prova individual, o camisola rosa fez uma boa operação na classificação geral ao alargar a vantagem sobre a concorrência.

PUB
KTM E-Bikes BTT

Vencido pelo grande favorito Filippo Ganna, num percurso mais plano do que o do primeiro contrarrelógio, há oito dias, e mais curto (31,2 km vs. 40,6 km), Tadej Pogacar aumentou o seu avanço, que era de 2.40 minutos à partida para esta 14.ª etapa, para 3.41 minutos, depois desta, sobre o segundo classificado, que agora é o galês Geraint Thomas. Vitória final está, aos poucos, a afigurar-se cada vez mais para o líder da UAE Emirates.

No final, Pogacar falou aos jornalistas e foi igual a ele mesmo… “Claro que queria vencer, mas o Filippo [Ganna] foi demasiado rápido na última parte do percurso, que lhe convinha”, resumiu.

“Tenho uma boa vantagem [na geral], e amanhã [domingo] é a etapa rainha. Temos uma grande equipa e podemos estar confiantes. Vamos ao nosso ritmo e faremos a nossa corrida. Veremos como as pernas respondem”, conclui Pogacar. O mais certo é sentenciar desde logo o Giro a ser favor!


Créditos da imagem: UAE Emirates Twitter – https://x.com/TeamEmiratesUAE/status/1791857236785987760/photo/1

Também vais gostar destes!