Mathieu van der Poel deu uma conferência imprensa, promovida pela sua equipa Alpecin-Deceuninck, esta sexta-feira, em antevisão da Paris-Roubaix, marcada para o próximo domingo, e o principal tema foi a já famosa e controversa chicane/variante de entrada do Trouée d’Arenberg.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Acompanhado de Jasper Philipsen na ocasião, o campeão do mundo que já havia manifestado a sua insatisfação com uma publicação com um vídeo do local em que apenas referiu: “Isso é uma piada?”.

“É bom tentar algo diferente, mas a variante não é a solução certa, na minha opinião. É definitivamente uma das seções mais perigosas de toda a temporada, mas fazer algo apenas para mudar as coisas não é a solução certa. Se calhar, poderá fazer-se alguma alteração nos próximos anos, mas esta chicane é ainda mais perigosa, na minha opinião. Travar a 60 quilómetros por hora numa passagem de nível… 150 corredores poderão ser vítimas. É difícil esperar mudar tudo a partir de um único ponto. Alguns corredores irão cair noutro lado”, sublinhou Van der Poel.

“Mas se a maioria considerar que é uma boa ideia, eu aceitarei. O meu objetivo é vencer, com ou sem chicane…”, frisou o vencedor da Volta a Flandres no último fim de semana.

PUB
KTM E-Bikes BTT

Também foi difícil, face aos acontecimentos, não abordar o tema da grave queda ocorrida na Volta ao País Basco. O neerlandês solidarizou-se com todos os companheiros de profissão lesionados, mas voltou a ser revelar-se cético em encontrar soluções para evitar este tipo de acidentes.

“É difícil encontrar uma razão. A velocidade é muito alta, com as desmultiplicações certas podemos ir ainda mais rápido. Também há muito stress no pelotão, como sempre. Os corredores representam, talvez, o maior perigo para eles próprios… São eles que fazem a corrida, que escolhem por onde querem e a velocidade…”, analisou Van der Poel.

PUB
Giant TCR 2024

“A cafeína também pode deixar-nos mais nervosos. Não é segredo, muitos corredores usam cafeína no final das corridas. Mas não acho que seja esse o problema. Há adrenalina no pelotão. Todos querem estar no mesmo lugar, mas não há espaço para todos. Na minha opinião, nunca haverá segurança total”, concluiu.


Créditos da imagem: E3 Saxo Twitter – https://twitter.com/LidlTrek/status/1771220136030028177/photo/1

Também vais gostar destes!