Para a Specialized, a luta entre Peter Sagan e Sam Bennett pela camisola verde, dos pontos, na Volta a França, era uma vitória garantida. Fornece as bicicletas às equipas de ambos – Bora-Hansgrohe e Deceuninck-QuickStep – e está mais do que habituada a preparar um bicicleta especial para o último dia da corrida, na etapa de Paris. Afinal, até à edição de 2020, Sagan venceu sete das últimas oito camisolas em disputa. Desta feita, Bennett bateu o eslovaco e para celebrar o momento especial para o irlandês, a sua bicicleta personalizada tem uma edição limitada à venda.

- - - Pub - - -

Polisport T500

© Specialized

Bennett foi o primeiro ciclista da Irlanda a vencer esta classificação desde Sean Kelly, em 1989. O ciclista de 29 anos deixou precisamente a Bora-Hansgrohe para poder estar numa equipa que lhe permitisse ir ao Tour lutar por vitórias. Venceu duas etapas, incluindo a dos Campos Elísios e quebrou a hegemonia de Sagan (recorde-se que o único ano (2017) em que não havia ganho foi por ter sido excluído pela organização, após provocar a queda de Mark Cavendish num sprint).

© Specialized

A Tarmac SL7 não passou despercebida no domingo que consagrou os vencedores do Tour. Afinal a Specialized não se limitou a pintar o quadro de verde. No tubo superior está escrito, de forma artística, “together we win”, ou seja, “juntos vencemos”. Uma frase representativa de como é preciso uma equipa para conquistar grandes triunfos, desde ciclistas e staff, não esquecendo como os parceiros trabalham para dar o melhor material àqueles que depois estão na estrada a procurar vitórias.

© Specialized

Cem modelos (apenas o quadro) foram colocados à venda pelo preço de 6500 dólares, ou seja, cerca de 5600 euros, segundo explica o Cyclingnews. Certamente que o modelo utilizado nos Campos Elísios terá um lugar muito especial na casa de Sam Bennett.

GoRide

Subscreve a Newsletter GoRide!

Todos os artigos diretamente no teu email.