A quinta etapa da Volta a França volta a trazer os nomes da geral à ribalta, e hoje as diferenças aconteceram e de forma significativa, principalmente para Tadej Pogacar… Por outro lado, Jay Hindley (Bora-Hansgrohe) brilha na etapa e veste a amarela.

PUB
Cube Stereo ONE

Com 162 kms de extensão e duas dificuldades que faziam prever movimentações, a etapa começa atacada até à constituição da fuga do dia, muito por causa de Wout Van Aert (Jumbo-Visma), que contribuiu em muito para a formação do primeiro trio de fugitivos, na companhia de Mads Pedersen (Lidl-Trek) e Victor Campenaerts (Lotto Dnsty).

Alguns kms depois juntam-se ao grupo da frente mais 14 corredores, entre os quais alguns nomes sonantes como Jay Hindley, Omar Fraile (Ineos Grenadiers), Rigoberto Uran (EF Education-Easy Post), Julian Alaphilippe (Soudal Quickstep), Emanuel Buchmann (Bora Hansgrohe) e Felix Gall (Ag2R Citroen).

O Col du Soudet, a primeira grande dificuldade do dia, é marcada por vários ataques e movimentos ofensivos na tentativa de selecionar melhor o grupo; contudo, as tentativas eram anuladas e o grupo reagrupava-se novamente. A 26 kms do fim voltamos a ter um trio a liderar a corrida: Van Aert, Alaphilippe e Krists Neilands (Israel Premier Tech) tentam novamente a sorte, mas que seria novamente mal sucedida…

Após ser alcançado, o grupo de 17 corredores é atacado por Felix Gall, e apenas Hindley consegue seguir na roda atacando a 20 kms do fim, seguindo isolado até à vitória da quinta etapa do Tour 2023. E envergando assim a camisola amarela.

PUB
Cube Stereo ONE

PUB
Giant Trance X Advanced E+ Elite

No grupo principal a luta entre Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma) e Tadej Pogacar (UAE Emirates) começava a aquecer, com a equipa da Emirates a demonstrar falta de “força” a liderar o grupo. Face a este cenário, a Jumbo Visma assuma as rédeas do grupo e aumenta o ritmo de tal forma que este rapidamente ficou reduzido.

Pogacar perde elementos de trabalho, inclusive Adam Yates (UAE Emirates)… Jonas Vingegaard apercebe-se do cenário e lança um ataque impiedoso a 20 kms do fim… Até ao fim o atual camisola branca tenta minimizar as perdas, ainda assim o relógio marca mais de 1 minuto para o líder da Jumbo-Visma.

Feitas as contas, hoje altera-se a liderança: Jay Hindley é o novo camisola amarela, seguido por Jonas Vingegaard, a 47 segundos, e Giulio Giccone a fechar o pódio, a 1m03s. Tadej Pogacar está em sexto lugar, a 1m40s.

Mais info:

Lê também:

Tour 2023 – 4ª etapa: Philipsen outra vez mais forte [com vídeos]

Imagens: Twitter Volta a França // Twitter Mihai Simion

Também vais gostar destes!