Ion Izagirre (Cofidis) venceu a 12ª etapa do Tour 2023 de forma isolada, atingindo a sua segunda vitória na Volta a França sete anos depois e entregando a segunda desta edição à formação francesa Cofidis.

PUB
Giant TCR 2024

Considerada de média montanha, esta 12ª etapa entre Roanne e Belleville-en-Beaujolais desenrolava-se ao longo de quase 170 kms. E como tem sido habitual nesta edição do Tour a partida foi fortemente atacada e caótica. Mas a fuga só se deu cerca de 80 kms depois…

O primeiro ataque surgiu de Mads Pedersen (Lidl-Trek), mas rapidamente foi absorvido pelo pelotão, que continuava a lançar imensas tentativas de fuga. Com as condições do traçado ao estilo das “clássicas”, os nomes que estavam a tentar encetar a fuga do dias não eram de todo desconhecidos: Matej Mohoric (Bahrain Victorious), Julian Alaphilippe (Soudal-Quick Step), Mathieu van der Poel (Alpecin-Deceuninck) e Wout van Aert (Jumbo-Visma).

PUB
TrekFest 2024

PUB
KTM

Sensivelmente a meio da etapa a situação de corrida estabiliza, dando condições para a fuga se formar, embora em pequenas tranches de ciclistas que foram fazendo a ponte para a frente da corrida.

Eram 15 corredores no grupo da frente: Tiesj Benoot (Jumbo-Visma), Thibaut Pinot (Groupama-FDJ), Andrey Amador (EF Education-EasyPost), Mads Pedersen (Lidl-Trek), Van der Poel (Alpecin-Deceuninck), Guillaume Martin, Ion Izagirre (Cofidis), Ruben Guerreiro (Movistar), Matteo Jorgenson (Movistar), Dylan Teuns (Israel-PremierTech), Victor Campenaerts (Lotto-Dstny), Tobias Halland Johanessen (Uno-X) e Mathieu Burgaudeau (TotalEnergies).

No pelotão as contas do top-10 começavam a causar problemas, mas só para alguns, os que ficaram “cortados” no cais de movimentações que existiu no pelotão. Num grupo atrasado em relação ao grupo do camisola amarela seguiam Sepp Kuss (Jumbo-Visma), Mikel Landa (Bahrain Victorious), Emanuel Buchmann (Bora-Hansgrohe) and Louis Meintjes (Intermarche-Circus-Wanty).

A AG2R Citroen assume as rédeas do grupo principal na tentativa, presume-se, de distanciar a competição direta para o top-10. Contudo, tudo isto fica inválido, pois mais à frente na corrida existe um reagrupar dos dois grandes grupos.

Mas hoje tivemos Mathieu Van der Poel a lançar-se à etapa, e o corredor chegou mesmo a isolar-se na frente da corrida com 55 kms para o final. Apesar das subidas de alguma dureza que marcavam o fim da etapa, o atleta esperava defender-se antes de iniciar a última descida, mas o grupo perseguidor reagiu a tempo.

PUB
Giant TCR 2024

Mathieu é primeiramente alcançado por Pinot e Jorgenson, e pouco depois por Martin, Izagirre, Rúben Guerreiro e Burgaudeau; isto no Col de la Croix Rosier, a última grande dificuldade do dia.

Com pendentes entre os 10 e os 12%, Izagirre não foi de modos e atacou sem resposta pronta de ninguém (Van der Poel ainda tentou…), o espanhol distancia-se e passa o topo da subida com cerca de 20 segundos de vantagem.

O ciclista da Cofidis amplia a vantagem durante a descida e beneficia da má colaboração entre os perseguidores, a partir dos 50 segundos de vantagem a vitória estava garantida, Ion Izagirre venceu!

Na geral, destacamos a reentrada da Thibaut Pinot no top-10, e o pódio mantém-se inalterado: Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma) é líder, seguido por Tadej Pogacar (UAE Emirates), a 17 segundos, e Jay Hindley em terceiro, a 2m40s.

A Day Of Ascents Creates Opportunities For The Puncheurs | Tour De France 2023 Highlights - Stage 12

Mais info:

Lê também:

Tour 2023 – 11ª etapa: Jasper Philipsen imbatível! [com vídeos]

Imagens: Twitter Volta a França

 

 

 

 

Também vais gostar destes!