Tim Merlier (Alpecin-Fenix) venceu o primeiro sprint do Giro 2021, em Novara, na segunda etapa, disputada no domingo, impondo-se a Giacomo Nizzolo (Qhubeka Assos), Elia Viviani (Cofidis), Dylan Groenewegen (Jumbo-Visma) e Peter Sagan (Bora-Hansgrohe).

PUB
Giant Trance X Advanced E+ Elite

Merlier ergueu os dedos para formar um W para lembrar o colega belga Wouter Weylandt, que morreu tragicamente após um acidente no Giro há exatamente dez anos.

“Estou muito feliz, muito orgulhoso de ter vencido numa grande volta”, disse Merlier no final. “Sabia que havia uma rotunda que era muito importante para o sprint, e desde logo soube que estava em boa posição. Arranquei de longe, a 250 m, mas consegui vencer”, explicou o corredor belga da Alpecin-Fenix

A etapa foi lenta, proporcionando uma longa fuga a três corredores, que foi anulada a 25 km do final.

PUB
Selle SMP

Filippo Ganna (Ineos Grenadiers) terminou com segurança no pelotão e manteve a camisa rosa do líder da corrida. O italiano venceu o sprint intermediário para beneficiar de bonoficações de tempo, reforçando a sua vantagem na geral para 13 segundos sobre o compatriota Eduardo Affini (Jumbo-Visma).

João Almeida e Rúben Guerreiro terminaram no pelotão.

Também vais gostar destes!