Prmioz Roglic completou o traçado de 44,2km em 55.04 minutos, após ter registado os melhores tempos intermédios, exceto o primeiro, aos 9,7 km, mas impôs as suas características de trepador nas subidas aos puros especialistas no contrarrelógio, mais pesados.

PUB
BH GravelX

O corredor esloveno de 31 anos deixou o segundo classificado, o neerlandês Tom Dumoulin, outra supresa, por regressar de um longo período sabático, a 1.01 minutos.

O australiano Rohan Dennis ficou com o bronze, a 1.03 minutos do vencedor, enquanto outros favoritos como o campeão do Mundo Filippo Ganna (Itália), o campeão da Europa, Stefan Küng (Suíça), e Wout van Aert (Bélgica), fora das posições medalhadas.

João Almeida ficou na 16.ª posição, a 3.29 minutos de Roglic, e Nélson Oliveira na 21.ª. a 3.55 minutos do vencedor.

Primoz Roglic, vencedor da Vuelta a Espanha de 2020, que desistiu no Tour de França deste ano devido às consequências de uma queda, e terminara fora da disputa pelos lugares cimeiros na corrida masculina de fundo no último sábado, esteve imparável na corrida contra o tempo.

PUB
BH GravelX

Logo no primeiro ponto intermédio, o esloveno ficou a menos de meio segundo de Ganna. Nesse ponto, os seis primeiros classificados no final estavam separados por menos de 10 segundos, mas com o desenrolar do percurso as diferenças começaram a aumentar.

Aos 15 km, Roglic estava a menos de um décimo de segundo de Van Aert, com Ganna, Kung, Dennis e Dumoulin apenas um punhado de segundos mais atrás. No final da primeira volta, Roglic estava oito segundos à frente dos seus rivais mais próximos, mas na segunda volta, o esloveno dizimou a concorrência, reforce-se, com muito espanto, tal a superioridade.

Com 37,1 km, Dumoulin foi o adversário que estava mais próximo de Roglic, já a 42 segundos, enquanto Van Aert passou a minuto.

PUB
BH GravelX

Também vais gostar destes!