O início da temporada 2024 viu o regresso de Nairo Quintana ao WorldTour com a equipa Movistar, após um ano afastado dos pelotões devido a um teste positivo para tramadol.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

No entanto, o retorno do colombiano não foi bem recebido por alguns pilotos, como a dupla galesa da INEOS Grenadiers: Geraint Thomas e Luke Rowe. No seu podcast Watts Occurring, os dois amigos descreveram Nairo Quintana como um “ratinho maldito” que “não deveria competir”.

Em conferência de imprensa em Bogotá, durante a apresentação do Granfondo com o seu nome, que acontecerá de 28 a 30 de junho, Quintana respondeu a essas críticas. “Tenho consciência de que algumas pessoas gostam de mim e outras não. Fiz coisas muito boas pelo meu país e é isso que deveria encher meu coração. Sigo rumo aos meus objetivos, com o orgulho de saber o que sou e de onde venho, é isso que me enche de alegria”, disse Nairo Quintana, distanciando-se da polémica e focando-se em si mesmo e no seu próximo grande objetivo: a Volta a Itália (4 a 26 de maio).

Thomas e Rowe não são os únicos a criticar publicamente o regresso de Quintana ao pelotão. Wout Poels (Bahrain Victorious), ex-companheiro de equipa dos dois galeses na INEOS/Sky, também teve uma altercação com o colombiano durante a última Volta à Catalunha.


Crédito da imagem: Twitter Movistar Team @NairoQuinCo – https://twitter.com/Movistar_Team/status/1751626939272499433/photo/1

Também vais gostar destes!