Emanuel Pombo, José Borges e Tiago Ladeira estiveram entre os atletas que marcaram presença nos Mundiais não tiveram corridas fáceis, mas alcançaram um excelente resultado coletivamente, ao conquistarem o segundo lugar por equipas nos Mundiais de Cross Country, vertente E-Bike. A Equipa Portugal só foi batida pela Suíça, ficando à frente da forte formação francesa.

- - - Pub - - -

Specialized Recolha em Loja

Os Campeonatos do Mundo UCI na vertente Cross Country E-MTB decorreram esta semana na estância austríaca de Leogang. O traçado de quatro quilómetros foi muito técnico e as condições meteorológicas não facilitaram em nada. As quedas foram uma constante, que o diga José Borges.

© Miranda Bike Parts

“Arranquei bem mas na primeira subida atiraram-me ao chão. Tive que recuperar, arrisquei muito e acabei por cair mais algumas vezes. Por vezes as coisas não correm como queremos. No cômputo geral acabou por ser um excelente resultado para Portugal”, explicou, citado pela assessoria da sua equipa, Miranda Factory Team.

Emanuel Pombo foi quem abriu os Mundiais logo com um top dez: “Muito contente por finalizar no top10. Ainda caí na primeira volta ao evitar o contato com outro atleta, mas consegui recuperar. Estou a sentir-me melhor que nunca nestas últimas semanas e isso refletiu-se em prova, mesmo num formato XCO que não estou habituado e em condições exigentes.”

© Miranda Bike Parts

O jovem Tiago Ladeira – também ele representante da Miranda Factory Team, como os dois atletas já referidos – foi 16º: “Senti-me bem fisicamente, pelo que a maior dificuldade eram as dobragens. Muita lama, chuva, no entanto demonstramos uma vez mais o porquê de sermos campeões do mundo de enduro.”

Os atletas da Miranda Factory Team têm estado em destaque na retoma do calendário e desta feita vestiram as cores da seleção portuguesa para garantir mais um lugar de destaque.

GoRide

Subscreve a Newsletter GoRide!

Todos os artigos diretamente no teu email.