Jasper Philipsen venceu a sua segunda etapa da Vuelta a Espanha, impondo-se ao sprint em Albacete. No final do que um dia que decorria tranquilo até ocorrer uma queda coletiva a 11 km da meta, que custou a liderança da prova a Rein Taaramae (Intermarché-Wanty-Gobert), o belga da Alpecin-Fenix bateu Fabio Jakobsen (Deceuninck-QuickStep) e Alberto Dainese (Team DSM), segundo e terceiro, respetivamente.

PUB
Cube Stereo ONE

Rein Taaramäe perdeu 2.21 minutos, entregando a camisola vermelha a Kenny Elissonde (Trek-Segafredo).

Feliz estava Philipsen no final, por ter também assumido o comando da classificação por pontos (camisola verde). “Esta equipa… Não rodamos há muito tempo juntos, mas é incrível o que todos fazemos uns pelos outros, é tão bonito terminar esse trabalho conjunto com uma vitória”, afirmou o belga.

“Não é que já esteja a pensar na camisola verde, mas é bom vesti-la dia após dia e depois veremos até onde podemos chegar”, referiu o corredor da Alpecin.

“Depois da etapa de ontem fiquei um pouco dececionado, por não ter feito o meu sprint como queria, mas ganhar hoje foi muito bom virar a página e aproveitarei este momento com a equipa”, acrescentou o velocista.

A 23.ª posição de Kenny Elissonde na etapa garantiu-lhe a camisola vermelha antes da jornada desta quinta-feira, que termina no Alto de la Montaña de Cullera, uma subida curta, mas íngreme. O francês tem cinco segundos de vantagem sobre Primoz Roglic (Jumbo-Visma).

PUB
Beeq

Romain Bardet (Team DSM) foi vítima da referida queda coletiva e perdeu mais de 12.32 minutos.

Também vais gostar destes!