João Almeida impressionou na quinta etapa da Volta a Itália, com um desempenho excecional na derradeira e exigente subida de Cari (10,2 km a 8%), que foi o palco da batalha final desta jornada alpina.

PUB
Prototype

O português da UAE Emirates imprimiu um ritmo fortíssimo à frente do grupo dos principais candidatos, reduzindo-o a um quinteto: com o português, Adam Yates, Egan Bernal (Ineos Grenadiers), Matthew Riccitello (Israel-Premier Tech) e Enric Mas (Movistar), e preparou o ataque para o seu companheiro de equipa, que venceu a etapa e reforçou a liderança da classificação geral.

PUB
Beeq

Almeida produziu números igualmente impressionantes durante este esforço. Os especialistas fizeram as contas e calcularam que o corredor luso debitou 390 W médios em 12 minutos nos 4,7 km que conduziu o pelotão depois restringido a pequeno grupo, com um pico máximo de 530 W.

O corredor, de 25 anos, registou 6.51 W/kg em 31.47 minutos, o seu tempo total para completar a subida. E ainda uma média de 23,5 km/h.

Depois deste esforço, o português ainda conseguiu terminar a etapa a apenas cinco segundos de Adam Yates, e se a subida tivesse mais um quilómetro…

Sem dúvida, indicadores de grande forma de João Almeida na iminência da sua estreia no Tour.


Créditos da imagem: UAE Team Emirates Twitter –  https://x.com/TeamEmiratesUAE/status/1801328897541476656/photo/2

PUB
Specialized Levo

Também vais gostar destes!