No tema das motorizações destinadas ao novo segmento de e-bikes light, a Bosch era até há bem pouco tempo a única marca a quem faltava uma opção… Mas esta “promessa” de um desempenho mais próximo ao de uma BTT convencional chegou com o novo motor Bosch Performance Line SX, recentemente…

PUB
Orbea Genius Dealers

A lógica é simples: esta unidade motriz procura proporcionar um comportamento mais “suave” do que os habituais motores elétricos mais potentes da Bosch, com o objetivo de serem mais doseados e subtis na entrega de potência.

O Performance Line SX vê também as suas dimensões reduzidas e pesa 2,05 kg (muito graçasà sua estrutura exterior feita de magnésio). É aqui que pode estar o “segredo” para que este seja um componente que “casa” bem com as e-BTTs mais leves. Mas também se revela boa opção para electrificar bicicletas de gravel ou citadinas, por exemplo.

A potência nominal, sendo este um modelo Pedelec, chega aos 250 W; no entanto, e segundo o fabricante, pode atingir picos de até 600W em força máxima proporcionado um apoio à pedalada de até 340%.

PUB
Novidades Trek 2024

Com 55 Nm, o que muda é o modo de entregar toda esta potência. Num novo modo Sprint, que neste motor se veio juntar aos já existentes modos Eco, Tour+ e Turbo, a distribuição de assistência é ainda mais adaptada à força que vai sendo exercida nos cranques.

Ao mesmo tempo, a Bosch afirma que a resistência oferecida pelo movimento pedaleiro foi reduzida em 50% em relação ao Performance Line CX, “conferindo uma sensação mais natural”. Por outro lado, o fator Q é menor no SX do que no CX. E outro ponto que recebeu a atenção da marca foi a redução de ruído.

PUB
Giant Trance X Advanced E+ Elite

Juntamente com o motor vem também um display muito minimalista, o System Controller, desenhado para integrar o top tube das bicicletas. Oferece as funções básicas (o nível da bateria e o modo de condução selecionado, por exemplo).

Já a bateria é uma CompactTube de 400 Wh que não chega a pesar 2 kg, garantem, o que a torna adequada para integrar quadros mais compactos e com tubos mais finos.

O que não muda em relação ao Performance Line CX é que o SX mantém todas as funcionalidades do Smart System e da app eBike Flow.

Mais info:

Lê também:

Nova Orbea Gain 2023 quer revolucionar a categoria e-road!

Imagens: Bosch

Também vais gostar destes!