No título deste artigo estão as três características que a marca japonesa mais associa a este novo conjunto de transmissão Shimano CUES, uma linha que pretende garantir que um lote de utilizadores consiga ter acesso a componentes mais baratos sem comprometer a qualidade.

PUB
Beeq

Outro objetivo é fazer com que eventuais stocks de material permaneçam bem fornecidos, dado que passa a existir mais um grupo, que por sua vez pode equipar e integrar transmissões de vários preços, patamares de performance, e para bicicletas de diferentes naturezas.

Segundo a marca nipónica, isto consegue-se baseando este “ecossistema” de transmissões em três pilares principais, aqueles que referimos ao início: “simplicidade, versatilidade e durabilidade”.

A simplicidade surge minimizando a quantidade de componentes. Por exemplo, os conjuntos disponíveis, que são de 9x, 10 e 11x apenas, apresentam componentes compatíveis entre si.

Diz a Shimano que “a linha de transmissão Shimano CUES reduz as necessidades de haver stock em loja e simplifica o processo de serviço em bicicletas de gama média. Isto significa que as lojas terão sempre disponíveis as referências certas para a manutenção de qualquer modelo”.

PUB
Specialized Levo

Já a versatilidade está relacionada também em parte com a referida simplicade: a ideia é que esta transmissão equipa bicicletas de diferentes vertentes, com alterações ligeiras e apenas em detalhes que personalizam depois o respetivo funcionamento.

Um pormenor, a título de exemplo: “há clearances e elementos que são transversais a todos os conjuntos de 9, 10 e 11 velocidades e isso faz com que os diversos componentes possam ser combinados entre gamas mais altas e mais baixas, e em bicicletas de diferentes tipos”.

Aqui referem-se a características como o mesmo alongamento do cabo, um modelo de corrente transversal de 11 velocidades e ao mesmo espaçamento entre rodas dentas / velocidades na cassete.

PUB
Prototype

Por último, a durabilidade está ligada à tecnologia Shimano LinkGlide, que “prolonga a vida útil dos componentes em geral e traz uma experiência de troca suave tanto em bicicletas ‘normais’ como elétricas”, afirma a Shimano.

“Com dentes de cassete mais altos e grossos, há mais superfície de contacto e são reduzidos os saltos de corrente, tal pode ser evitado o desgaste prematuro eventualmente notado em bicicletas de utilizadores menos experientes”, continua o fabricante.

Em resumo, a gama de transmissão Shimano CUES agora apresentada inclui conjuntos de 9, 10 e 11 velocidades com base num sistema unificado de componentes, todos eles desenhados especificamente para o ciclista do dia a dia.

Os grupos Shimano CUES U3000 e U4000 com 9 velocidades, o U6000 com 10 ou 11 velocidades e o U8000 exclusivamente com 11 velocidades. As cassetes de 9x são 11-46t, as de 10x são 11-48t e as de 11x são 11-50t, numa gama pensada para substituir as anteriores gamas de entrada da marca e destinada a bicicletas de BTT, estrada, elétricas, urbanas, gravel…

Mais info:

Também vais querer ler…

Hands-on GoRide: luvas Shimano Windbreak Race [com vídeo]

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Sapatos de estrada Shimano S-PHYRE com nova versão Champagne

As 4 cassetes Shimano 12x para bicicletas de BTT

Também vais gostar destes!