Mathieu van der Poel não foi o primeiro corredor da história a conquistar o triunvirato Volta a Flandres – Paris-Roubaix – Amstel Gold Race! Pelo menos, não em 2024!

PUB
Giant TCR 2024

O neerlandês não conseguiu vencer a clássica do seu país a Amstel Gold Race depois de ter conquistado com brilhantismo os monumentos belga e francês.

O homem do dia foi, como todo o mérito, o britânico Tom Pidcock (INEOS Grenadiers), que se impôs em Valkenburg e para MVDP ficou tão-só um para si modesto 22.º lugar. “Não tinha as melhores pernas”, confidenciou o campeão mundial ao microfone da NOS.

“Não estivemos muito mal coletivamente, ainda que talvez tivesse faltado alguém para trabalhar entre o Fromberg e o Keutenberg. Quando ele [Pidcock] atacou, fiz a escolha tática de permanecer no pelotão. Se colocarmos as cartas na mesa muito cedo aqui vamos pagar mais tarde e eu não tinha pernas boas o suficiente para batalhar pela vitória, pelo que os adversários foram os mais fortes hoje”, continua o corredor da Alpecin-Deceuninck.

De qualquer modo, Mathieu van der Poel não ficou muito dececionado com o seu desempenho e já pensa no grande encontro do próximo domingo. “Não se pode esperar ganhar todos os fins de semana, as hipóteses de se perder são maiores que as de ganhar. Sou realista o suficiente para saber que não posso ganhar tudo […]”, referiu, antes apontar baterias já ao próximo objetivo.

“Com certeza vou tentar a sorte novamente na Liège-Bastogne-Liège, mesmo que haja. Tadej Pogacar. Será importante descansar bem esta semana e espero divertir-me no próximo domingo”, conclui Van der Poel, que apenas participou uma vez na Liège, em 2020, alcançando o 6º lugar.


Créditos da imagem: Milão-Sanremo Twitter – https://twitter.com/Milano_Sanremo/status/1768680739845922891/photo/2

PUB
Giant TCR 2024

 

Também vais gostar destes!