Dia complicado para João Matias nos Mundiais de Pista, que soube reagir a um mau início do concurso do omnium, para terminar dentro do objetivo mínimo pretendido. Foi 16º numa prova ganha pelo britânico Ethan Hayter, no velódromo de Saint-Quentin-en-Yvelines, em França.

PUB
Riese & Müller Multitinker

A corrida de scratch foi frenética e Matias não foi além do 19º lugar. As dificuldades continuaram na corrida tempo. O português ainda ganhou um dos sprints, fechando na 21ª posição.

“Este concurso de omnium teve um nível bastante elevado, com as duas primeiras corridas a serem disputadas de forma bastante intensa. O João não entrou bem na prova de scratch e apesar de ter respondido melhor na corrida tempo, o resultado final continuou a estar um pouco aquém” referiu Gabriel Mendes.

Mas o selecionador nacional explicou que foi importante o tempo para recuperar antes da disciplina seguinte: “Felizmente, tivemos um período mais longo de recuperação até à corrida de eliminação, na qual ele esteve muito bem, aproximando-se daquele que passou a ser o nosso objetivo: terminar entre os 16 primeiros.”

Foi precisamente na eliminação que João Matias começou a mostrar-se. Conseguiu estar bem colocado e viu ciclistas que estavam melhor na classificação serem eliminados primeiro. O português terminou na nona posição, o que se traduziu um 17º lugar na geral, quando faltava uma disciplina para fechar o omnium.

Nas 100 voltas que decidiram as medalhas, Dinamarca e Países Baixos meteram um ritmo elevado logo a abrir. João Matias esteve sempre atento e bem colocado no pelotão. A 16 voltas do fim lançou um ataque, com sete corredores a seguirem na sua roda. Entre eles estavam os principais candidatos na luta pelo pódio.

PUB
Orbea Genius Dealers

O pelotão ficou partido e Matias conseguiu vencer o último sprint. Foram 10 pontos importantes para o resultado final. Os 39 valeram-lhe o 16º posto.

“Abordámos a corrida por pontos de forma cautelosa, controlando aqueles que estavam próximos de nós na classificação. Na parte final da corrida o João esteve muito bem. Tentou atacar, somou os 10 pontos no último sprint e estou satisfeito com a recuperação que ele conseguiu fazer, subindo ao 16º lugar”, frisou Gabriel Mendes.

Ethan Hayter revalidou o título mundial no omnium, com o francês Benjamin Thomas e o neozelandês Aaron Gate a conquistarem a medalha de prata e bronze, respetivamente.

No último dia dos Mundiais, quatro portugueses estarão em ação. A primeira será Daniela Campos, que disputará a corrida por pontos, pelas 12h30. Seguir-se-á a dupla Ivo e Rui Oliveira, na disciplina olímpica de madison, às 13h30.

PUB
Specialized Levo

João Matias fechará a participação portuguesa na corrida de eliminação, às 15h20.

Também vais querer ler…

Mundiais de Pista: Ivo Oliveira e ‘Tata’ Martins conquistam bronze

Fotografia: António Borga/Federação Portuguesa de Ciclismo

Também vais gostar destes!