A quarta etapa da Volta a Burgos, entre Torresandino e Clunia (169 quilómetros) sorriu a um dos aventureiros do dia: Matevz Govekar (Bahrain Victorious). O esloveno de 22 anos integrou um grupo original de 14 corredores e depois de metade desse número, de que foi o mais forte, conquistando a melhor vitória da sua jovem carreira.

PUB
KTM

Em segundo lugar, o neoprofissional francês Valentin Retailleau (AG2R Citroën) não conseguiu repetir a proeza do igualmente estreante companheiro de equipa, Bastien Tronchon, vitorioso na etapa anterior, na quinta-feira. Omer Goldstein (Israel-Premier Tech) completou o pódio.

 

O pelotão, com os favoritos à classificação geral, chegou com um atraso controlado de 3.03 minutos, e incluiu o líder Pavel Sivakov (Ineos Grenadiers), o colombiano Santiago Buitrago (Bahrain-Victorious) e o português Ruben Guerreiro (EF Education-EasyPost), segundo e terceiro posicionados na hierarquia desta corrida espanhola.

Entre os outros portugueses em prova, João Almeida (UAE Emirates) e o seu colega de equipa Rui Costa cruzaram a meta também integrados no pelotão, em 37.º e 35.º, respetivamente.

Na geral, Sivakov manteve as vantagens de 23 e de 26 segundos, respetivamente sobre Buitrago e Guerreiro, que lidera a classificação por pontos. Almeida segue na 15.ª posição, a 42 segundos do topo, ao passo que Costa é 27.º com um atraso de 3.13 minutos.

A 44.ª edição da Volta a Burgos conclui-se sábado com a quinta etapa de 170 quilómetros, entre Lermas e as Lagoas de Neila, uma ‘montanha’ de categoria especial coincidente com a meta, com 12 quilómetros com inclinação média de 6,2% até aos 1.867 metros de altitude.

PUB
Specialized Levo

Também vais gostar destes!