Tadej Pogacar somou ao seu invejável palmarés um sexto ‘Monumento’, ao conquistar pela segunda vez a Liège-Bastogne-Liège.

PUB
TrekFest 2024

O corredor esloveno da UAE Emirates superiorizou-se ao outro favorito ao triunfo nesta clássica belga, Mathieu van der Poel, que foi terceiro classificado, e com quem volta a empatar em número de ‘Monumentos’, depois do neerlandês ter vencido já esta temporada a Volta a Flandres e a Paris-Roubaix. Pogacar e Van der Poel são os dois ciclistas no ativo com mais monumentos conquistados.

Pogacar protagonizou um ataque solitário de mais de três dezenas de quilómetros para cortar a meta isolado, deixando o segundo classificado, o veterano francês Romain Bardet (dsm-firmenich), que terminou igualmente isolado, a 1.39 minutos.

PUB
KTM E-Bikes BTT

Van der Poel foi o mais rápido do grupo principal perseguidor a 2.02 minutos do vencedor. Mais atrás conclui João Almeida, na 29.ª posição, a 3.52 do seu colega Tadej Pogacar.

Na ausência do bicampeão em título, Remco Evenepoel (Soudal Quick-Step), a recuperar das mazelas da queda grave sofrida na Volta ao País Basco, o favoritismo recaía quase unanimemente em ‘Pogi’, que não defraudou as expectativas…

PUB
Specialized Levo

Atacou a 35 quilómetros da meta, em La Redoute – precisamente onde o belga forjou os seus triunfos nas duas edições anteriores – e não mais foi alcançado, celebrando a segunda vitória na clássica belga, depois da alcançada em 2021.

“Foi um fantástico trabalho de equipa. Não teria conseguido isto sem eles”, elogiou o esloveno, revelando que passou a jornada a tentar ser cauteloso, para concluir com êxito o plano traçado.

Esta é o sétimo triunfo da época (em 10 dias de corrida) para o esloveno de 25 anos, que arrancou logo com a vitória na Strade Bianche e venceu a geral da Volta à Catalunha, e o sexto ‘Monumento’ do palmarés: além das duas Liège-Bastogne-Liège, ganhou a Volta a Flandres (2023) e por três vezes a Volta à Lombardia (2021-2023).

Para Van der Poel fica o ‘consolo’ de ter subido pela primeira vez ao pódio nesta clássica belga, depois de ter visto as suas aspirações comprometidas a mais de 80 quilómetros da chegada, quando ficou ‘cortado’ devido a uma queda que partiu o pelotão em dois, e foi obrigado a um esforço extra para recolar no grupo da frente.

Classificação


Créditos da imagem: UAE Team Emirates Twitter Sprint Agency – https://twitter.com/TeamEmiratesUAE/status/1782076293867036905/photo/2

Também vais gostar destes!