João Almeida deverá participar na Volta à Polónia, entre 8 e 15 de agosto, para lutar pelos primeiros lugares da classificação geral, após a Deceuninck-QuickStep ter anunciado a ausência de Remco Evenepoel, vencedor da prova em 2020.

PUB
Nova Mondraker Dune

 

Evenepoel, tal como João Almeida, também não correrá a Volta a Espanha, embora continue a acumular dias de competição até ao seu final de temporada, no Giro da Lombardia, em outubro, informou a equipa belga.

Em declarações ao Het Nieuwsblad, o diretor da Deceuninck-QuickStep, Patrick Lefevere, afirmou que Evenepoel precisa de mais dias de corrida para otimizar a sua preparação já a pensar na temporada de 2022.

“Não terá descanso. Tem apenas 27 dias de corrida este ano, por isso terá de competir até o final da temporada a pensar em 2022. Isto se a sua cabeça ainda cooperar”, disse Lefevere, que descartou a participação de Evenepoel na Volta à Polónia, que o belga ganhou em 2020, anunciando a escolha de João Almeida para a liderança da equipa.

“E também nada de Volta à Polónia, mesmo se quisesse. Porque iria para defender o título de 2020, o que lhe aumentaria a pressão. Além disso, já falámos com o [João] Almeida para apontar à classificação geral nessa prova.

PUB
Specialized Levo

Evenepoel iniciou a corrente temporada apenas no Giro de Itália em maio, após um longo período de paragem devido a fratura da pélvis numa queda no Giro da Lombardia em agosto de 2020. No entanto, o jovem corredor da Deceuninck-QuickStep viria a desistir na corrida transalpina, a sua estreia numa grande volta, após uma queda na terceira semana, regressando na Volta à Bélgica, que venceu.

O ciclista de 21 anos preparou-se especificamente para os Jogos Olímpicos de Tóquio nas últimas semanas, mas conseguiu apenas a 49.ª posição na corrida de fundo e a 9ª no contrarrelógio individual.

Patrick Lefevere revelou mais sobre o que resta da temporada de Remco Evenepoel. “Vai retomar a competição no dia 10 de agosto na Volta à Dinamarca, depois vai ao Overijse, Bruxelas, Tour do Benelux, o Campeonato do Mundo e finalmente o Giro da Lombardia”.

PUB
Giant TCR 2024

“O seu pai já me enviou uma mensagem sobre o Campeonato do Mundio. E eu disse: ‘Não vamos decidir ainda’”, contou Lefevere. “Honestamente, depois do que fez na corrida de fundo em Tóquio, creio que pudesse ter conseguido melhor do que o 9.º lugar no contrarrelógio. Ele fez a segunda volta [do contrarrelógio] 23 segundos mais rápido do que a primeira, o que é um bom indicador. Eu não abdicaria do Campeonato do Mundo tão rapidamente”, afirmou o responsável da Deceuninck-QuickStep.

Lefevere também procurou colocar o desempenho de Evenepoel no contrarrelógio em Tóquio no contexto da longa reabilitação do jovem corredor e a comparação com os oponentes em provas realziadas antes da lesão.

“Temos de olhar para isso com sobriedade. No Mundial de 2019, Remco terminou em segundo, 1.09 minutos atrás de Rohan Dennis. Agora, terminou 1.13 m atrás de Dennis. Isso é semelhante”, disse Lefevere.

Também vais gostar destes!