Giacomo Nizzolo (Qhubeka Assos) colocou um ponto final na série de 11 segundos lugares consecutivos em sprints pela vitória em etapas do Giro de Itália, ao vencer a etapa desta sexta-feira, em Verona, após um esforço longo e intenso em perseguição a Eduardo Affini (Jumbo-Visma), que se isolou nas derradeiras centenas de metros.

PUB
KTM E-Bikes BTT

Affini foi segundo e Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) terceiro, à frente de dois outros velocistas, Fernando Gaviria (UAE Emirates) e Elia Viviani (Cofidis), que esperava vencer em sua cidade natal, mas terminou em nono.

“O meu objetivo esta manhã era ser o segundo, talvez fosse um truque para obter a vitória”, brincou Nizzolo. “Claro, estou super feliz. Tive boas pernas e deu certo”, afirmou o italiano.

Egan Bernal (Ineos Grenadiers) teve um dia tranquilo no pelotão, mantendo a maglia rosa de líder da corrida antes da etapa montanhosa deste sábado, com final nas encostas íngremes do Monte Zoncolan.

“Foi bom ter um dia para descansar depois de todas as etapas difíceis que já enfrentámos. De agora em diante não há nada além de jornadas árduas”, disse Bernal.

PUB
Nova Trek Supercaliber

“Vai ser a primeira subida longa e difícil que faremos neste Giro. Ficarei feliz se conseguir manter a maglia rosa. Vai ser uma etapa difícil, com certeza. Tenho certeza de que será uma grande luta”, acrescentou o colombiano.

Também vais gostar destes!