Chris Froome falha o estágio de janeiro da Israel Start-Up Nation, que decorrerá na próxima semana, na região espanhola de Girona. O britânico, que é a maior contratação da formação israelita para 2021, permanecerá na Califórnia, EUA, para concentrar-se no trabalho de reforço muscular decorrente, ainda, do processo de reabilitação da grave queda sofrida em 2019, no Critério do Dauphiné.

PUB
Prototype

A Israel Start-Up Nation tinha a primeira concentração da temporada programada para o seu país, mas foi adiada devido às restrições impostas pelas autoridades devido à pandemia do novo coronavírus. Em alternativa, os responsáveis da equipa decidiram rumar a Espanha, onde esta tem previsto um programa de treinos de dez dias.

“Froome fez um grande progresso com o trabalho de força específico para reequilibrar o seu corpo, indispensável pela gravidade da sua lesão”, disse o diretor de performance da Israel Start-Up Nation, Paulo Saldanha. “Depois de termos avaliado e discutido sobre a questão, sentimos que era importante para ele [Froome] manter-se no seu ambiente atual, na Califórnia. Cremos que é o mais aconselhado para ele continuar a trabalhar, com e sem bicicleta”, explicou Saldanha.

O ‘training camp’ da formação israelita em Girona decorrerá sob uma série de restrições devido ao coronavírus, incluindo a sua divisão em grupos, de acordo com o calendário de competição dos ciclistas. Serão três grupos: um com os corredores de provas por etapas, outro com os que têm como objetivo as clássicas e um terceiro para os sprinters.

PUB
Nova Mondraker Dune

Froome será o único dos novos corredores da Israel Start-Up Nation que estará ausente em Girona. Michael Woods, Sep Vanmarcke, Patrick Bevin, Carl Fredrik Hagen, Daryl Impey e Patrick Bevin estão convocados para o estágio.

Também vais gostar destes!