Alex Dowsett prepara a tentativa de recuperar o recorde mundial da hora, a 3 de novembro, no México. O britânico da Israel Start-Up Nation deteve o melhor registo em 2015, quando percorreu 52,937 quilômetros, depois superada por Bradley Wiggins. O recorde atual pertence a Victor Campenaerts, com 55.089 quilómetros.

PUB
Specialized Levo

Dowsett fará a tentativa em altitude, no Velódromo Bicentenario, em Aguascalientes, que já foi palco de várias tentativas, de homens e mulheres, incluindo a que resultou no atual recorde de Campenaerts. “Quando conquistei o recorde em 2015, senti que tinha mais nos depósitos, o que foi algo frustrante”, disse Dowsett em comunicado de imprensa divulgado pela UCI.

“A tentativa que tinha planeado para o ano passado foi adiada por ter ficado infetado com COVID-19. Quero ver o que sou capaz. É um evento que aprecio bastante e que voltou a assumir com orgulho”, explicou o britânico.

“A fasquia foi colocada extremamente alta pelo Victor [Campenaerts]. Vai ser uma tarefa muito difícil, mas creio que sou capaz de a alcançar. A dúvida residirá na altitude, porque a potência necessária será menor do que ao nível médio das águas do mar, devido ao ar ser mais rarefeito, mas por outro lado, o ar rarefeito dificulta a oxigenação. De qualquer modo, consideramos que, avaliados os prós e os contras, deverá ser mais vantajoso fazer a tentativa em altitude”, afirma o inglês.

Dowsett deveria ter feito uma tentativa em dezembro de 2020, em Manchester, mas foi forçado a adiá-la devido a ter contraído COVID-19 em meados de novembro. Este ano, na estrada, o corredor de 33 anos completou a sua segunda temporada na Israel Start-Up Nation.

PUB
Orbea Genius Dealers

Recentemente, o campeão mundial de contrarrelógio Filippo Ganna também expressou interesse em fazer uma tentativa de estabelecer novo Recorde da Hora em 2022.

Também vais gostar destes!