Remco Evenepoel venceu a 50.ª edição da Volta ao Algarve, ao classificar-se na segunda posição na quinta e última etapa da corrida, este domingo, com final no Alto do Malhão, vencida pelo Daniel Martinez.

PUB
Prototype

O colombiano da BORA-hansgrohe, repetiu a vitória que conquistara no Alto da Foia, e também após bater Evenepoel no sprint final em subida. Martinez cortou a meta com três segundos de vantagem sobre o belga da Soudal Quick-Step, que ganha a Algarvia com 40 segundos sobre o seu carrasco em dois finais de etapas. Na terceira posição na tirada de 165,8 quilómetros, que teve partida em Faro, ficou o britânico da INEOS Grenadiers, Tom Pidcock, a 8 segundos de Martinez.

António Morgado (UAE Emirates) foi o melhor português em prova, na 10.ª posição da geral, a 2.09 minutos de Evenepoel, após ter sido 8.º na derradeira etapa, a apenas 24 segundos.

Os primeiros quilómetros foram muito animados, com muitos corredores a querem sair do pelotão e cada equipa a querer colocar um elemento na fuga. A consolidação dura, por isso, muito tempo, e só depois de 70 quilómetros decorridos, e foi formada por 20 ciclistas. Entre estes: James Shaw (EF Education-EasyPost), Valentin Madouas (Groupama-FDJ), Filippo Ganna (INEOS Grenadiers), Mattia Cattaneo (Soudal Quick-Step), Per Strand Hagenes (Visma-Lease a Bike), Maximilian Schachmann (BORA-hansgrohe) e Andreas Leknessund (Uno-X)… Atrás, a Soudal Quick-Step do líder Remco Evenepoel estava no controlo do pelotão.

PUB
Giant TCR 2024

Os corredores aproximam-me da sequência final de três subidas, e na primeira destas, Alte (2,4 km a 6,7%), a 38 km da meta, Wout Van Aert (Visma-Lease a Bike) parte para a ofensiva, seguido por Ben Healy (EF Education-EasyPost). Os dois homens estavam, respetivamente, a 1’18” e 1’20” atrás de Evenepoel na classificação geral.

Per Strand Hagenes espera pelo duo e reboca-o à frente da corrida pouco antes da primeira passagem pelo Alto de Malhao (2,5 km a 9,8%). A 28 quilómetros da meta, os líderes estão 1’20” à frente do pelotão, ainda liderado pelo Wolfpack. Nesta subida, Healy e Van Aert continuam o seu esforço e escapam dos fugutivos originais, seguidos por Gijs Leemreize (dsm -firmenich PostNL).

PUB
Specialized Levo

O irlandês e o belga continuam o seu esforço, enquanto no pelotão, que está a cerca de cinquenta segundos a 15 km da chegada e que só tem cerca de trinta pilotos restantes, é a Soudal Quick-Step e agora também a BORA-hansgrohe que colaboram para apanhar os aventureiros.

O trabalho e cooperação entre aquelas equipas resulta e no sopé da subida final para o Alto de Malhão os três líderes estão apenas alguns segundos à frente e são apanhados nos primeiros hectómetros.

PUB
Orbea Genius Dealers

Então, Sergio Higuita (BORA-hansgrohe) começa a puxar o grupo de candidatos para o seu companheiro de equipa Daniel Martinez. À entrada do último quilómetro, percebe-se, enfim, que a vitória será decidida num sprint entre Evenepoel, Martinez, Tom Pidcock (INEOS Grenadiers), Jan Tratnik, Sepp Kuss (Visma-Lease a Bike) e Christian Scaroni (Astana Qazaqstan) – e que a vitória na Volta ao Algarve já não escapa ao belga.

Tal como no Alto da Foia, o camisola amarela lança o sprint de muito longe, só Martinez consegue agarrar-lhe a roda volta a batê-lo nas últimas centenas de metros, para conquistar a segunda vitória da semana. Tom Pidcock completou o pódio do dia.

Classificações

www.voltaaoalgarve.com


Créditos da imagem: Volta ao Algarve Facebook – https://www.facebook.com/photo.php?fbid=796460602512480&set=pb.100064456435993.-2207520000&type=3&locale=pt_PT

Também vais gostar destes!