A Jumbo-Visma tornou-se Visma-Lease a Bike está a vir do céu ao inferno da temporada anterior para esta. Após a brilhante época de 2023, em que, no pináculo das suas conquistas, esteve o histórico triplete nas três grandes voltas, com Primoz Roglic a ganhar o Giro, Jonas Vingegaard o Tour e o surpreendente Sepp Kuss (se eventualmente não fosse o norte-americano estariam lá Vingegaard e Roglic para garantir o êxito), este ano tem sido um tormento de incidentes e infortúnios para a equipa neerlandesa.

PUB
Cube Stereo ONE

Depois das quedas graves de Wout van Aert e Jonas Vingegaard, no primeiro caso a retirá-lo das principais corridas que seriam os objetivos na temporada, Volta a Flandres, Paris-Roubaix e Giro de Itália, e no segundo, do dinamarquês vencedor das duas últimas edições do Tour, que tem em sérias dúvidas a participação na corrida francesa e a consegui-lo a sua condição física para lutar pela defesa dos seus ‘títulos’ – sem contar com outros corredores importantes afetados por quedas e doenças, como Christophe Laporte, Wilco Kelderman, entre outros – a equipa que corre a Volta a Itália está dizimada!

Depois de perder na primeira semana Robert Gesink e Christophe Laporte, lesionados, e Olav Kooij – vencedor de uma etapa – vítima de doença, a formação ficou privada do jovem, Cian Uijtdebroeks, que foi forçado a abandonar a corrida pelo mesmo motivo daquele velocista. A Visma ficou reduzida a apenas quatro corredores em prova: Jan Tratnik, Atilla Valter, Edoardo Affini e Tim Van Dijke.

O desespero é tal, que já afeta o discernimento e a imagem que a equipa tem a preservar, que na etapa desta quarta-feira, Edoardo Affini e Tim van Dijke lançaram-se numa fuga infrutífera, que não chegou a ter mais de três minutos de vantagem sobre o pelotão e anulada bem antes da meta. Parece desespero de causa…

De qualquer forma, apesar dos fortes percalços, a qualidade dos corredores da Visma – desde que nada lhe aconteça… – permite à equipa dos Países Baixos já um pecúlio bastante interessante na temporada, como sejam as vitórias esmagadores de Vingegaard na Tirreno-Adriático e no Gran Camiño, a de Matteo Jorgenson na Paris-Nice e na Através da Flandres, ou os sucessos de Van Aert na Kuurne-Bruxelas-Kuurne e de Jan Tratnik na Omloop Het Nieuwsblad, além dos triunfos em etapas de Olav Kooij em várias corridas importantes (Paris-Nice, Giro).


Crédito da imagem: Visma Lease a Bike Twitter  – https://twitter.com/vismaleaseabike/status/1790714090052092115/photo/1

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Também vais gostar destes!